Cidades

Explosão em Beirute: "Insegurança é geral", diz cônsul do Líbano em Goiás

A explosão em Beirute preocupa a comunidade libanesa no Brasil, inclusive em Brasília e no Entorno do DF. Apenas em Goiás, são 300 mil

Jaqueline Fonseca
postado em 04/08/2020 15:57
Explosão em BeiruteA falta de informações precisas sobre a explosão ocorrida em Beirute, capital do Líbano, na manhã desta terça-feira (4/8), preocupa a comunidade libanesa no Brasil e no Distrito Federal. Ao Correio, Hanna Mtanios, cônsul honorário do Líbano em Goiás, definiu o momento como de "muitas incertezas". "A insegurança é geral", avalia.

A comunidade libanesa no Brasil é maior que a população do Líbano. Os intensos processos migratórios fixaram de 7 a 11 milhões de libaneses e descendentes no Brasil. Já no Líbano, a população é de 6,8 milhões de pessoas. Só no estado de Goiás, o consulado estima a presença de cerca de 300 mil em diversos municípios do estado, inclusivo no Entorno, além do Distrito Federal.

[FOTO1650180]

"Tem libanês em praticamente em todas as cidades do estado, com muita concentração na capital, Anápolis e na antiga região da estrada de trem de ferro, Catalão, Goiandira, Pires do Rio. Em Brasília, também somos muitos. Não fomos procurados, mas, se formos, entrarei em contato com as autoridades e auxiliarei no que for preciso e possível", afirma Mtanios.

Dirigindo-se à comunidade libanesa, o cônsul pediu para que as pessoas aguardem informações e não entrem em desespero. "É preciso ter tranquilidade, fazer contato com os parentes e amigos residentes no Líbano para saber como eles estão, mas, sobretudo, aguardar as apurações do que realmente aconteceu, sem conclusões precipitadas", disse.

As duas fortes explosões sucessivas que atingiram Beirute, no Líbano, nesta terça-feira (4/8), foram sentidas até em países vizinhos. Segundo testemunhas, as explosões puderam ser ouvidas na cidade costeira de Larnaca, no Chipre, a pouco mais de 200km da costa libanesa.

Mortes confirmadas

A tragédia atingiu o porto de Beirute, no Líbano, e parece estar ligada a "materiais explosivos" confiscados e armazenados em um armazém "por anos", declarou uma autoridade da segurança libanesa. Até a última atualização desta matéria, a agência nacional de informação libanesa e vários feridos.

Vídeos feitos por moradores de Beirute (assista a um deles abaixo) dão conta da dimensão da explosão, que chegou a ser sentida a mais de 200km de distância, até mesmo em outros países.

[VIDEO1]

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação