Cidades

Vídeo: moradora de Ceilândia de 75 anos vence covid-19 e reencontra filhos

Laurentina de Oliveira ficou internada no HRC desde o início de julho, quando descobriu que estava infectada e com os pulmões comprometidos

Ana Clara Avendaño*
postado em 04/08/2020 17:17 / atualizado em 16/09/2020 10:38

A idosa reencontrou os familiares depois de ficar internada durante um mês no HRC por causa da covid-19.Mais uma batalha contra o coronavírus foi vencida. A aposentada Laurentina de 75 anos estava internada há um mês no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), a idosa recuperou-se de um quadro grave e teve a alegria de rever os 16 filhos, nesta terça-feira (4/8).

 
Natural do Estado da Paraíba e moradora de Ceilândia há 40 anos, Laurentina testou positivo para covid-19 em quatro de julho. Ao ser submetida ao exame de tomografia computadorizada (TC), os médicos descobriram que os pulmões da aposentada estavam com 75% de comprometimento.
 
Apesar da idade avançada e complicações causadas pelo vírus, não houve a necessidade de a idosa ser internada na unidade de terapia intensiva (UTI). Após três semanas sob os cuidados dos profissionais do HRC, ela apresentou uma melhora significativa e a filha, Cláudia Araújo, 33, pôde acompanhá-la durante última semana de estadia no hospital.
 
Laurentina é casada com João Bido há 60 anos.A família ficou muito emocionada com a alta de Laurentina que, além de mãe, é esposa do aposentado José Bido de Araújo, 80, avó de 16 netos e bisavó. Ela foi recebida pelos familiares vestindo camisetas com a frase: ;Todos contra coronavírus vencemos!”. Para o filho caçula, Cleiton Araújo, 30, viver este momento não tem preço. ;Nós ficamos muito abalados porque minha mãe nunca ficou internada, é uma vitória muito grande poder revê-la com vida;, conta o administrador.

 
Confira o vídeo do reencontro:
 
[VIDEO1]
 
Uma das partes mais dolorosas do tratamento é a ausência física de amigos e familiares. ;O que mais machucou a família foi não poder estar perto dela durante a batalha contra o vírus. Mas, na semana passada, só de saber que minha irmã poderia acompanhá-la foi uma alegria imensa e, hoje, a felicidade é ainda maior porque minha mãe recebeu alta;, afirma o filho caçula de Laurentina.
 
[SAIBAMAIS]Segundo dados da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Ceilândia lidera o ranking com o maior números de casos de covid-19 na unidade federativa. A região administrativa registrou 13.275 casos confirmados. De acordo com o último boletim epidemiológico, o DF possui 112.414 casos, sendo 15.314 ativos, 95.530 pessoas recuperadas e 1.562 óbitos.
 
*Estagiária sob supervisão de Nahima Maciel

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação