Publicidade

Correio Braziliense

Artigo: a cerveja e os esportes extremos

Nuno Cobra, preparador físico e mental


postado em 16/07/2009 08:21 / atualizado em 16/07/2009 12:35

Existe uma pesquisa muito recente na universidade de Granada na Espanha que pode levar às pessoas a entenderem mal o seu significado. Segundo essa pesquisa o atleta de esporte de esforços extremos, muito tem a ganhar com o uso da cerveja com finalidades de melhorar sua performance e que inclusive serve também para ser bebido no lugar da água para hidratar o corpo extenuado pelo esforço exagerado.

Em 1972, em Munique, pude realizar um estudo da importância da cerveja na melhoria da produtividade dos trabalhadores de esforços pesados. Pude ver que os empresários colocavam a disposição de todos, para melhorar o rendimento de seus funcionários braçais.

Temos que analisar isso com muito cuidado aqui no Brasil, até porque a cerveja em nosso país é bastante diferente da cerveja de lá, principalmente dessa que fazia os trabalhadores renderem mais. Em primeiro lugar a cerveja que me refiro não possuía praticamente quase nada de álcool e era confeccionada com o mais puro malte de cevada ou trigo, lúpulo e levedura — todos de alto valor energético que emprestava à cerveja altos valores nutricionais, o que não ocorre em nosso país. Nossa cerveja não possui tais ingredientes e tem grande quantidade de álcool que é extremamente contraproducente a qualquer expectativa de melhoria da performance. O álcool da cerveja aqui é contrário a saúde de qualquer pessoa, o que dizer de um atleta que quer melhorar ainda mais a sua performance!

Cuidado com essa generalização e com resultados de pesquisas em gerais que são feitas em outras terras e visam outras pessoas e possuem outros ingredientes.


No que diz respeito a ser ela hidratante também é errôneo porque ocorre um envelhecimento precoce em esportes extremos quando não se hidrata o corpo adequadamente com água, devido à falta de reposição de minerais. A cerveja brasileira, principalmente a Pilsen é feita com água de muito pouca mineralização e baixa alcalinidade, as outras são feitas com alta alcalinidade e alto teor de bicarbonatos. Se existirem outras com minerais menos mal, porque sem os minerais que a água possui, envelhecemos muito em esportes longos e de grande esforço.

Cuidado, minha gente, vamos tomar mesmo é água! Esses ingredientes da cerveja como a levedura são realmente muito bons, mas você pode tomá-los separadamente como eu fazia em abundância quando atleta do São Paulo Futebol Clube nos anos 1950.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade