Publicidade

Correio Braziliense

Economista aposta em sequestro de carbono


postado em 09/12/2009 20:25 / atualizado em 09/12/2009 20:38

Cristiana Andrade
Enviada Especial

Apostando no mecanismo de desenvolvimento limpo, a economista e matemática Graciela Chichilnisky, professora da Universidade de Columbia em Nova York, uma das criadoras do mercado de carbono no Protocolo de Kyoto e autora do livro Saving Kyoto (salvando Kyoto), aposta no sequestro de carbono como moeda forte nas negociações.
"Proponho a extensão do mecanismo de desenvolvimento limpo (MDL) no Protocolo de Kyoto que está sendo debatido em Copenhague, de admitir tecnologias que podem sequestrar carbono do ar. Nós poderíamos usar esse modelo de MDL para providenciar US$ 200 bilhões por ano, por um prazo de 10 a 15 anos", diz.
Segundo Graciela, a ideia foi recentemente mencionada pelo  presidente do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas da ONU (IPCC), Rajendra Pachauri, num artigo divulgado pela revista Times online. Ela explica que a ideia é construir um sistema solar, pode ser na América Latina ou na África, e que esse projeto fosse financiado pelo Protocolo de Kyoto. "A experiência proveria energia necessária para o desenvolvimento, combate à pobreza e às adaptações necessárias, e para corrigirmos os estragos eu já ocorreram."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade