Publicidade

Estado de Minas

Parte do código genético humano está relacionada ao do primata bonobo


postado em 14/06/2012 08:19 / atualizado em 18/06/2012 10:57

Ulindi, a fêmea que teve o genoma analisado pelos autores do estudo(foto: MPI para Evolutionary Anthropology/Divulgação)
Ulindi, a fêmea que teve o genoma analisado pelos autores do estudo (foto: MPI para Evolutionary Anthropology/Divulgação)

Chimpanzés e bonobos são os seres ainda existentes mais parecidos com o homem. As duas espécies de primatas dividem, em média, 98,7% do genoma com os seres humanos. Ou seja, em termos genéticos, uma pessoa está igualmente próxima das duas espécies. Esse fato já era conhecido pela ciência, mas, agora, um estudo publicado na revista Nature mostra que uma parte do código genético humano está intimamente relacionada ao do bonobo, mas não ao do chimpanzé. Da mesma forma, existem partes da genética do Homo sapiens divididas apenas com os chimpanzés. A pesquisa pode trazer mais conhecimento sobre o comportamento humano e trazer novos dados sobre o ancestral comum do homem e dos primatas.

“O que nós descobrimos nesse estudo é que, apesar de, em média, os genomas de bonobos e chimpanzés serem igualmente distantes do dos homens, em algumas regiões particulares — compondo um total de 3% do genoma humano — essa relação é desigual: algumas áreas do código genético humano estão mais próximas dos bonobos, enquanto outras, dos chimpanzés”, explica ao Correio a coautora do estudo Janet Kelso. Estudos anteriores, feitos com uma parcela bem menor de sequenciamento genético, haviam indicado que essa proporção deveria ser bem menor, em torno de 1%.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade