Publicidade

Estado de Minas

Droga simula saciedade no organismo para evitar desenvolvimento da diabetes

Substância testada por pesquisadores engana o organismo de quem tem dificuldade de dormir e comer nos horários corretos. Assim, preserva o funcionamento do relógio biológico, que interfere na produção de glicose


postado em 27/07/2012 08:05

Para manter a saúde, não basta comer e dormir bem. É necessário fazê-los dentro do horário. Quem pula refeições ou atrasa a hora de ir para a cama força o corpo a mudar o ritmo circadiano, conhecido como o relógio biológico. Nem todos, porém, podem se dar ao luxo de manter uma rotina consistente, e o corpo acaba pagando o preço por isso. Para resolver esse problema, pesquisadores da Universidade de San Diego, nos Estados Unidos, encontraram um químico que pode ser usado para acertar os ponteiros de quem não consegue manter um ritmo saudável todos os dias. O composto, afirmam os responsáveis pela descoberta, pode resultar em um medicamento que regule a produção de glicose e previna o diabetes tipo 2.

A pesquisa, publicada na revista Science da semana passada, explica como o químico KL001 engana o corpo e cria a sensação de saciedade ao interagir com a criptocromo, uma proteína fundamental para o relógio biológico de animais, insetos e plantas. Quando uma pessoa está ativa e comendo, essa é a proteína que avisa ao organismo que ele está satisfeito. No entanto, no horário de descansar, a criptocromo é descartada por meio do proteassoma, um complexo que degrada proteínas, abrindo espaço para a enzima que estimula a produção de açúcar pelo fígado. Esse processo de transformação de gordura e proteína em glicose é chamado gluconeogênese.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade