Publicidade

Estado de Minas

Pesquisa mostra que neandertais eram amamentados até os sete meses

Os pesquisadores analisaram as mudanças de concentração de cálcio e bário nos dentes de um jovem neandertal e compararam aos encontrados em crianças. A descoberta mostra a semelhança da espécie com o homem moderno.


postado em 23/05/2013 09:42

Extintos há cerca de 30 mil anos, os neandertais ainda despertam a curiosidade de seus primos humanos, que têm encontrado em fósseis possíveis respostas sobre os hábitos dessa espécie, cujo desaparecimento da face da Terra jamais foi esclarecido. A pesquisa mais recente sobre o tema foi publicada na edição desta semana da revista Nature. Feito por cientistas americanos e australianos, o estudo sugere que as mães neandertais amamentavam seus filhos exclusivamente com leite até os 7 meses, como, até hoje, fazem os homens modernos. Contudo, aos 14 meses, elas paravam de dar o peito, o que é considerado bastante precoce, tendo como base os padrões do Homo sapiens e de primatas não humanos: 2,5 e 5,3 anos, respectivamente.
Tomografia mostra mineralização do dente ao longo dos anos: técnica usada no estudo(foto: Cristina Austin/Tania Smith/Divulgação)
Tomografia mostra mineralização do dente ao longo dos anos: técnica usada no estudo (foto: Cristina Austin/Tania Smith/Divulgação)

Liderados pela Faculdade de Medicina da Universidade de Mount Sinai, em Nova York, os pesquisadores analisaram as mudanças de concentração de cálcio e bário nos dentes de um jovem neandertal e compararam aos encontrados em crianças modernas e em filhotes de símios. De acordo com os cientistas, essas taxas indicam quando houve a transição do leite materno para alimentos sólidos e fornecem pistas sobre os hábitos de desmame.

Leia mais notícias em Ciência&Saúde
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade