Publicidade

Estado de Minas

Dormir auxilia no aprendizado, diz psicólogos norte-americanas

Segundo pesquisa, o sono é um poderoso aliado da memória. No experimento, voluntários que repousaram entre dois testes armazenaram melhor regras gramaticais


postado em 02/07/2013 08:16 / atualizado em 02/07/2013 08:26



A data do concurso ou do vestibular se aproxima e todo esforço se faz necessário. Nessa hora, há quem não se permita nem mesmo as oito horas de sono noturnas, necessárias para a maioria das pessoas se sentir bem-disposta. Deixar os livros de lado para tirar uma sonequinha no meio da tarde, então, nem pensar. Mas será o período de descanso um tempo realmente perdido?

De acordo com psicólogos da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, não. Durante um estudo, cujos resultados foram publicados recentemente na revista Plos One, o grupo de pesquisadores observou que o sono melhorou o desempenho dos participantes na compreensão e na memorização de regras gramaticais, o que dá forças a uma antiga tese: a de que o sono é uma etapa fundamental do aprendizado.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas, coordenados pela psicóloga Ingrid Nieuwenhuis, criaram um experimento no qual 81 voluntários não sabiam sobre o que, de fato, eles seriam avaliados. Ao chegar ao laboratório, recebiam a informação de que fariam um simples teste de memória de curto prazo, também chamada de memória de trabalho. Os participantes eram, então, apresentados a diferentes sequências de letras mostradas em uma tela de computador e precisavam redigitar os caracteres na mesma ordem que tinham sido mostrados no vídeo. Ao todo, eles faziam isso com 100 conjuntos de letras.

Leia mais notícias em Ciência&Saúde

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade