Publicidade

Estado de Minas

Cura para a síndrome de Down sai do campo das improbabilidades

Pela primeira vez, pesquisadores conseguem silenciar a cópia do cromossomo 21 que provoca a síndrome. O estudo americano pode ser o caminho para a cura do problema e de outras doenças genéticas


postado em 18/07/2013 06:02 / atualizado em 18/07/2013 09:05

A cura para a síndrome de Down saiu do campo das improbabilidades. Pela primeira vez, em laboratório, pesquisadores foram capazes de silenciar a terceira cópia do cromossomo 21 — alteração genética que causa o distúrbio. A transferência do procedimento para humanos ainda está muito distante, mas os resultados divulgados na edição de hoje da revista científica Nature abrem uma possibilidade de que, no futuro, possam ser realizadas alterações em um cromossomo inteiro.

A estratégia impactaria a biologia básica de todas as doenças causadas por alterações cromossômicas. “Apesar de não ser nosso foco principal, um impacto significativo desse trabalho é que criamos um sistema induzível e tratável para estudar o silenciamento do cromossomo humano”, descreve a autora principal do estudo, Jeanne Lawrence, da Escola de Medicina da Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos.


Leia mais notícias em Ciência e Saúde


A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade