Publicidade

Estado de Minas

Acordar cedo ajuda a emagrecer segundo pesquisadores americanos

Em experimento com 54 pessoas, cientistas dos EUA comprovam que ficar exposto aos raios solares entre as 8h e as 12h reduz o índice de massa corporal. O efeito é consequência da melhora no funcionamento do relógio biológico


postado em 12/07/2014 07:00

Clique na imagem para ampliá-la
Clique na imagem para ampliá-la

Deus ajuda quem cedo madruga… Até na dieta. Além da proteção divina prometida no famoso dito popular, levantar o quanto antes da cama contribui na luta contra os quilos a mais. É o que mostram pesquisadores americanos em um artigo publicado na revista americana Plos One. Segundo eles, os raios solares da manhã interferem mais no índice de massa corporal (IMC) que os do fim do dia. Isso porque, no primeiro caso, há uma influência positiva maior no funcionamento do relógio biológico.

Os cientistas da Faculdade de Medicina da Universidade Northwestern criaram um modelo para avaliar como a exposição à luz do sol em horários distintos afetaria o corpo humano. Os 54 participantes do experimento foram monitorados durante sete dias por meio de uma pulseira que mediu o tempo e a intensidade do sol recebida. Uma semana depois, o horário de exibição foi alterado, permitindo a comparação dos resultados.

Leia mais notícias em Ciência&Saúde

“Vimos que o que parecia estar mais associado com a mudança do IMC era a quantidade e a intensidade de luz obtidas pelos participantes”, diz Giovanni Santostasi, pesquisador em neurologia da instituição e coautor do trabalho. “Quanto mais cedo era essa exposição, mais baixo o índice. Quanto mais tarde, maior o IMC da pessoa”, complementa Kathryn Reid, professora e pesquisadora de neurologia da Universidade de Northwestern.

Segundo os cientistas, o corpo precisa acordar cedo para funcionar da melhor forma possível. Com esse bom desempenho, consegue queimar um número maior de calorias. “A luz é o agente mais potente para sincronizar o relógio interno do corpo, um sistema que regula os ritmos circadianos, que, por sua vez, regulam o balanço energético. A mensagem é que você deve obter luz mais brilhante entre as 8h e as 12h”, indica Phyllis Zee, coautora da pesquisa.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade