Publicidade

Estado de Minas

Estudo inglês diz que não existem mulheres heterossexuais

Segundo os pesquisadores, as mulheres que dizem ter atração apenas por homens são estimuladas sexualmente com a mesma intensidade por ambos os sexos


postado em 06/11/2015 17:32 / atualizado em 06/11/2015 17:35

(foto: Facebook/Reprodução)
(foto: Facebook/Reprodução)


Um estudo realizado na Universidade de Essex, na Inglaterra, diz que não existem mulheres heterossexuais. De acordo com os pesquisadores, elas sempre são bissexuais ou gays, mesmo que afirmem o contrário. No experimento, feito pelo departamento de psicologia da universidade, 345 voluntárias assistiram vídeos com mulheres e homens nus. A partir das respostas corporais às cenas, como pupilas dilatadas, o estudo diz ter comprovado cientificamente a afirmação: "mulheres não são heterossexuais".

O experimento, conduzido pelo doutor Gerulf Rieger, identificou que todas as mulheres declaradas atraídas apenas por homens tiveram reações sexuais de excitação por ambos os sexos na mesma intensidade. Já as declaradas gays tiveram reações muitos mais forte pelas cenas das mulheres e quase nenhuma pelas cenas masculinas. De acordo com os pesquisadores, aquelas que afirmam sentir atração pelo mesmo sexo têm reações muito semelhantes às demonstradas normalmente pelos homens.

Leia mais notícias em Ciência e Saúde

O doutor Gerulf Rieger disse que mesmo as mulheres que se identificam como heterossexuais, os estímulos constatados comprovam o contrário. “Nossa pesquisa mostra claramente que, quando se trata do que as excita, elas são bissexuais ou gays, mas nunca heterossexuais” afirma Rieger, ao jornal Daily Mail.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade