Publicidade

Correio Braziliense

Nave Soyuz decola para a ISS com três astronautas a bordo

Um japonês, um americano e um russo devem ficar quatro meses em órbita


postado em 17/12/2017 09:58

Uma nave espacial Soyuz com três astronautas a bordo foi lançada neste domingo (17/12) a partir do cosmódromo de Baikonur, nas estepes do Cazaquistão, com destino a Estação Espacial Internacional (ISS) para uma missão de mais de quatro meses.

O japonês Norishige Kanai, o americano Scott Tingle e o russo Anton Chkaplerov decolaram às 13h21 (5h21 no horário de Brasília) a bordo da nave Soyuz MS-07.

"O foguete da Soyuz MS-07 decolou com sucesso do cosmódromo de Baikonur", anunciou a agência espacial russa Roskosmos em um comunicado poucos minutos depois do lançamento.
 

As imagens divulgadas pela Roskosmos e pela americana Nasa mostraram os três homens, a caminho da ISS, e um pequeno ursinho de pelúcia feito pelo primo de Anton Chkaplerov flutuando na minúscula cápsula da Soyuz MS-07.

Serão necessários dois dias para que os três astronautas, cujo voo estava originalmente programado para 27 de dezembro, cheguem à Estação Espacial Internacional, orbitando a Terra a 400 quilômetros de altitude.

Sua missão deve durar 122 dias no total


No dia 19 de dezembro, pouco antes das 9h GMT (7h de Brasília), eles serão recebidos a bordo da estação orbital por seu capitão, o cosmonauta russo Alexander Missourkin, e pelos outros dois tripulantes americanos, Mark Vande Hei e Joe Acaba, que chegaram em setembro.

Esta será a primeira viagem espacial para o cosmonauta da Agência de Exploração Espacial do Japão (Jaxa), Norishige Kanai, bem como para Scott Tingle, da Agência Espacial Americana (Nasa), de 52 anos de idade.

Nascido em dezembro de 1976, Norishige Kanai é o mais jovem astronauta japonês a ir para o espaço.

O Japão já não está treinando astronautas para missões na ISS, mas anunciou este ano que quer enviar seu primeiro homem para a lua antes de 2030, em uma missão em conjunto com a Nasa.

Anton Chkaplerov é o mais experiente entre os tripulantes desta missão: o cosmonauta de 45 anos realizará sua terceira missão na estação orbital, após estadias de 165 dias em 2012 e 199 dias em 2014-2015.

O ex-piloto militar russo, que comemorará seu aniversário no espaço, afirma que pretende votar no espaço nas eleições presidenciais de 18 de março, para a qual o presidente russo, Vladimir Putin, é o favorito.

"Nós (os cosmonautas), como todos os cidadãos conscientes da Rússia, participaremos das eleições presidenciais", disse ele em uma coletiva de imprensa antes da decolagem.

A Rússia fornece à ISS seu módulo principal, onde os motores do foguete estão localizados, enquanto as naves russas Soyuz são as únicas as realizar a rota entre a Terra e a estação, desde o que os ônibus espaciais americanos foram descontinuados.

Dezesseis países participam da ISS, um posto avançado e laboratório que foi colocado em órbita em 1998. O projeto custou um total de US$ 100 bilhões, principalmente financiados pela Rússia e pelos Estados Unidos.

Esta é uma das poucas áreas de cooperação bilateral que não foram afetadas pelas fortes tensões entre os dois países.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade