Publicidade

Correio Braziliense

Chocolates 'personalizados' com bactérias previnem doenças

É possível elaborar chocolates personalizados com os probióticos necessários para que cada pessoa evite doenças intestinais que afetem seu sistema imunológico


postado em 20/12/2017 08:37

Santiago, Chile - Comer chocolate com um coquetel de bactérias que mantém o equilíbrio da flora intestinal e previne diversas doenças é a novidade científica chilena para tornar mais agradável o consumo de probióticos.

Para fabricar o chocolate adequado, antes é preciso conhecer as necessidades intestinais de cada pessoa, e para tal o paciente deve tomar uma pílula eletrônica que informa sobre seus níveis bacterianos e permite identificar desequilíbrios na flora intestinal, explicou nesta terça-feira Santiago María Apud, cientista chilena do Imperial College of London, encarregada do projeto "Mela".


Com a informação obtida, é possível elaborar chocolates personalizados com os probióticos necessários para que cada pessoa evite doenças intestinais que afetem seu sistema imunológico. O paciente deve ingerir a pílula eletrônica, ou "gutbot", uma vez por mês e consumir diariamente o chocolate com bactérias.

"'Mela' conjuga saúde com a rotina diária de se ingerir algo delicioso após as refeições, de tal maneira que não seja um problema ingerir o probiótico, e sim um prazer", destacou Apud. "Nossa microbiota intestinal é muito relevante para a nossa saúde, mas é algo que muitos ignoram hoje em dia", explicou a especialista.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade