Publicidade

Correio Braziliense

Ano novo e iluminado: 1º de janeiro terá maior superlua de 2018

Fenômeno se repetirá no dia 31 do mesmo mês, sendo acompanhado por um eclipse total do astro


postado em 29/12/2017 08:34

As superluas não são fenômenos raros, acontecem pelo menos uma vez a cada ano(foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)
As superluas não são fenômenos raros, acontecem pelo menos uma vez a cada ano (foto: Daniel Ferreira/CB/D.A Press)

Se depender da lua, 2018 promete ser um lindo ano. É que logo no dia 1º de janeiro, acontece o fenômeno da "superlua", quando a lua cheia coincide com o ponto de maior aproximação do satélite com a Terra, fazendo com que ela fazendo com que ela apareça maior e mais brilhante. 

O fenômeno atingirá seu perigeu, ou seja, distância mínima da Terra, às 19h56 do horário de Brasília. A lua ficará a 356,5 mil km da superfície do planeta - a distância normal é de aproximadamente 384 mil km -, 100 km mais próximo que da última vez que o fenômeno ocorreu, no dia 3 de dezembro de 2017

As superluas não são fenômenos raros, acontecem pelo menos uma vez a cada ano, mas, somente no primeiro mês de 2018, ela ocorrerá duas vezes. Por isso, o evento foi descrito pela Nasa, a agência espacial americana, como a "Trilogia da Superlua. No dia 31 de janeiro será acompanhado por um eclipse total do astro. Quando o fenômeno ocorre duas vezes no mesmo mês, ele é chamado de 'Superlua Azul'.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade