Publicidade

Correio Braziliense

Trabalhar por mais de 55 horas semanais traz riscos à saúde, diz pesquisa

Profissionais que trabalham tais horas mantém 33% a mais de chance de sofrer um derrame cerebral e 13% mais chances de ter doenças cardíacas


postado em 16/01/2018 08:22

A pessoa que trabalha menos de 40 horas por semana tem um sono melhor(foto: Pixabay)
A pessoa que trabalha menos de 40 horas por semana tem um sono melhor (foto: Pixabay)

Você sabia que trabalhar por mais de 55 horas semanais faz mal para a saúde? Uma pesquisa realizada em diversos países europeus, nos Estados Unidos e na Austrália, indica que aqueles profissionais que trabalham tais horas mantém 33% chance a mais de sofrer um derrame cerebral e 13% chances a mais de ter doenças cardíacas. A pesquisa foi baseada na análise de 25 estudos diversos, reproduzido com mais de 600 mil pessoas.

Segundo um relatório periódico da Organização Internacional Sleep Research Society, a pessoa que trabalha menos de 40 horas por semana tem um sono melhor, além de evitar a ansiedade, a obesidade, a depressão e previnirem a insônia. 

A surpresa, no entanto, não é apenas esses benefíos de saúde. Foi analisado que trabalhar menos também é um incentivo para que os profissionais se tornam mais produtivos. Por este motivo, algumas empresas já vêm cogitando instituir um período reservado para o cochilo entre os turnos do trabalho. 

Em uma recente pesquisa divulgada pela rede britânica BBC, foi comprovado que a "soneca" traz muitos benefícios, entre eles a melhora na produção do trabalho. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade