Publicidade

Correio Braziliense

Opiniões de Stephen Hawking eram admiradas; leia frases marcantes

Stephen Hawking desvendou muitos mistérios do universo. As mulheres, no entanto, eram um mistério total


postado em 14/03/2018 07:37

(foto: Reprodução de Internet)
(foto: Reprodução de Internet)

O astrofísico britânico Stephen Hawking, que faleceu nesta quarta-feira aos 76 anos, conquistou tanta popularidade que sua opinião sobre qualquer tema era objeto de atenção. Ele acreditava que a vida na Terra está diante de um risco cada vez maior de ser destruída por um desastre. As mulheres, no entanto, eram um mistério total para o físico. A seguir, algumas de suas melhores frases:

"Somos apenas uma estirpe avançada de macacos em um planeta menor de uma estrela muito comum. Mas podemos entender o universo. Isto nos torna muito especiais". 

(Entrevista à revista alemã Der Spiegel, 1988)

"Minhas expectativas se reduziram a zero quando tinha 21 anos. O restante foi um presente". 

(Entrevista ao New York Times, dezembro de 2004)

"Acredito que o desenvolvimento pleno da inteligência artificial poderia significar o fim da raça humana".

(Entrevista à BBC, 2014)

"Vivo com a perspectiva de uma morte precoce há 49 anos. Não tenho medo de morrer, mas também não tenho pressa".

(Entrevista ao jornal britânico The Guardian, maio de 2011)

"Ninguém pode resistir à ideia de um gênio aleijado". 

(Entrevista à revista americana Time, setembro de 1993)

"Pessoas que se vangloriam de seu QI são perdedoras".

(Entrevista ao New York Times, dezembro de 2004)

"Se os extraterrestres nos visitarem algum dia, acredito que o resultado será parecido a quando Cristóvão Colombo desembarcou na América, um resultado nada positivo para os nativos".

(Documentário "Into the Universe", The Discovery Channel, 2010)

"A cruz de minha celebridade é que não posso ir a lugar algum sem ser reconhecido. Não basta colocar óculos escuros e uma peruca. A cadeira de rodas me entrega".

(Entrevista a um canal de TV israelense, 2006)

"Encontrar a resposta para isto seria o grande triunfo da razão humana, porque então conheceríamos a mente de Deus".

(Sobre o motivo da existência do universo, em seu livro "Uma Breve História do Tempo", 1988).

"Há uma diferença fundamental entre a religião, que se baseia na autoridade, e a ciência, que se baseia na observação e na razão. A ciência vencerá, porque funciona".

(Entrevista ao canal americano ABC, junho de 2010).
 
 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade