Publicidade

Correio Braziliense

Astrofísico destaca importância de Stephen Hawking na divulgação científica

Para Rodrigo Nemmen, o cientista é "a" referência de astrofísico e seu legado continuará a influenciar muitas gerações futuras


postado em 15/03/2018 10:56

(foto: Reprodução/ Facebook)
(foto: Reprodução/ Facebook)
Pesquisador do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da Universidade de São Paulo, Rodrigo Nemmen se define, em sua página no site do IAG-USP, como um "astrofísico buscando respostas para questões fundamentais sobre buracos negros - tanto grandes quanto pequenos - no Universo". 
Esse também foi um dos assuntos que mais fascinavam Stephen Hawking, cientista britânico que morreu em 13 de março, em consequência da Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). Embora não tenha sido o primeiro a teorizar sobre esse misterioso objeto cósmico onde espaço e tempo deixam de existir, Hawking o tirou da ficção científica e o inseriu na astrofísica, mostrando que se trata de uma estrutura possível. 
Em entrevista ao Correio, Nemmen diz que, depois de Albert Einstein, o astrofísico britânico foi a grande referência na área para muitas pessoas e que continuará influenciando gerações futuras. 

Para um leigo, a obra de Stephen Hawking não é fácil. Como ele conseguiu ser tão popular entre o público em geral?

Porque foi uma dos primeiros cientistas a fazer um esforço em explicar e tornar acessíveis conceitos complicados, tais como buracos negros, cosmologia, evolução do universo entre outros. Tais assuntos são extremamente fascinantes. Suas obras "Uma breve história do tempo" e "Universo numa casca de noz" são clássicos de divulgação científica, apesar de não serem tão fáceis assim de serem digeridos.

Há alguma teoria que pode ser considerada "A" teoria de Stephen Hawking?

A grande ideia de Hawking foi o conceito da evaporação dos buracos negros. Antes dele, se acreditava que os buracos negros eram entidades eternas. Ele calculou que mesmo os buracos negros teria um idade finita, lentamente evaporando. Esta é a sua principal contribuição na física.

O senhor acredita que alguma das teorias dele será confirmada em breve ou ainda estamos distante disso?
 
Infelizmente ainda falta muito para comprovar que os buracos negros evaporam ou de que existe uma "singularidade" dentro dos buracos negros. Não temos telescópios suficientemente sensíveis para observar o brilho causado pela evaporação de um buraco negro. É como querer observar o brilho de uma única vela a uma distância de muitos trilhões de quilômetros. Simplesmente não temos tecnologia para isto. Para se comprovar que existe uma singularidade—um ponto que concentra toda a massa no centro de um buraco negro—seria necessário enviar um equipamento para dentro de um buraco negro, e que esse equipamento enviasse sinais para fora do horizonte de eventos. Segundo a nossa compreensão dos buracos negros, isto seria impossível.

Ele influenciou gerações de astrofísicos pelo mundo. No Brasil também foi assim?

Acredito que sim. Depois de Einstein, Hawking é "a" referência de astrofísico para muita gente. Seus livros de popularização da física continuarão a influenciar muitas gerações futuras.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade