Publicidade

Correio Braziliense

Macacos também aproveitam os benefícios de águas termais

Durante muito tempo acreditou-se que quando imersos nessas águas quentes, esses macacos de cor marrom-bege e rosto vermelho tentavam se aquecer durante os meses frios do inverno


postado em 05/04/2018 08:03

Os macacos durante seus banhos e recolheram seus excrementos para medir a presença de glicocorticoide(foto: Kazuhiro Nogi/AFP)
Os macacos durante seus banhos e recolheram seus excrementos para medir a presença de glicocorticoide (foto: Kazuhiro Nogi/AFP)

 
Tóquio, Japão - Os benefícios relaxantes de banhos em águas termais, reconhecidos e praticados em todo o mundo, não são exclusivos dos seres humanos: os macacos também desfrutam, de acordo com pesquisadores japoneses.

O macaco da neve japonês, também conhecida no arquipélago como Nihonzaru (ou macaco japonês), gosta de tomar banho em águas termais na região de Nagano (centro), onde os turistas se reunem para fotografar esses animais durante suas abluções.

Durante muito tempo acreditou-se que quando imersos nessas águas quentes, esses macacos de cor marrom-bege e rosto vermelho tentavam se aquecer durante os meses frios do inverno, em uma região onde normalmente neva.

Mas os pesquisadores do Instituto de Pesquisa de Primatas da Universidade de Kyoto, que observaram 12 fêmeas de macacos em 2014 no parque Jigokudani Yaen-Koen de Nagano, concluíram que esta não era a única razão.

Para o estudo, publicado esta semana, analisaram o comportamento dos macacos durante seus banhos e recolheram seus excrementos para medir a presença de glicocorticoide, um hormônio cuja concentração aumenta com o nível de estresse.

Eles descobriram que os níveis de estresse nos macacos eram 20% inferiores, em média, depois de um banho. "O estudo mostra que o banho nas águas termais não é apenas benéfico para os seres humanos, mas também para os macacos japoneses", resumiu à AFP Rafaela Sayuri Takeshita, uma das autoras do estudo.

A pesquisadora acredita que também poderia ter efeitos positivos nos macacos, tais como em sua fertilidade. "Nós também queremos estudar a relação entre estes banhos, reprodução e longevidade", acrescentou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade