Publicidade

Correio Braziliense

Cardápios dos EUA são obrigados a incluir calorias dos alimentos

A lei faz parte do dispositivo legislativo sobre a Saúde Pública conhecido como Affordable Care Act, o chamado "Obamacare", adotado em 2010 e cuja aplicação tem sido continuamente adiada


postado em 07/05/2018 15:16

A indicação das calorias nos restaurantes é um fenômeno em expansão nos Estados Unidos, um país onde a obesidade afeta mais de um terço dos cidadãos(foto: AFP/Arquivos / Paul J. Richards)
A indicação das calorias nos restaurantes é um fenômeno em expansão nos Estados Unidos, um país onde a obesidade afeta mais de um terço dos cidadãos (foto: AFP/Arquivos / Paul J. Richards)
Os restaurantes e demais estabelecimentos americanos do setor passaram a ser obrigados, a partir desta segunda-feira (7/5) e em todo o país, a indicar as calorias de seus produtos e pratos, aplicando uma lei aprovada no governo de Barack Obama.

A lei faz parte do dispositivo legislativo sobre a Saúde Pública conhecido como Affordable Care Act, o chamado "Obamacare", adotado em 2010 e cuja aplicação tem sido continuamente adiada.

"A partir de segunda-feira, os consumidores poderão entrar em qualquer rede de restaurantes, ou estabelecimento do país e saber quantas calorias tem cada alimento", escreveu a FDA, agência que regula o setor de remédios e de alimentos, em sua página institucional, na semana passada.

"Os estudos recentes mostram que o detalhamento nos menus permite reduzir entre 30 e 50 o número médio de calorias consumidas em cada visita", acrescenta a nota escrita pelo delegado da FDA, Scott Gottlieb.

A indicação das calorias nos restaurantes é um fenômeno em expansão nos Estados Unidos, um país onde a obesidade afeta mais de um terço da população.

A partir de hoje, essa informação passa a ser obrigatória em todas as redes, incluindo salas de cinema, máquinas, cafés, parques de diversões e padarias.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade