Publicidade

Correio Braziliense

Pesca com redes começou há quase 30.000 anos, dizem arqueólogos

Antes da descoberta, os utensílios de pesca mais antigos que se conheciam remontavam há 23.000 anos


postado em 07/08/2018 20:28

(foto: Divulgação / Museu da Universidade de Yonsei / AFP)
(foto: Divulgação / Museu da Universidade de Yonsei / AFP)

Seul, Coreia do Sul - Um grupo de arqueólogos que trabalha em uma caverna na Coreia do Sul encontrou indícios que sugerem que os seres humanos começaram a usar sofisticadas técnicas de pesca com redes há 29.000 anos, muito antes do que se acreditava até agora.

As datações com carbono 14 de 14 lastros de pesca feitos de pedra calcária descobertos em junho no condado de Jeongseon, no leste do país, situaram "a história da pesca com redes 19.000 anos antes" do que se pensava, disse nesta terça à AFP o diretor do Museu da Universidade de Yonsei, Han Chang-gyun.

Os arqueólogos haviam descoberto anteriormente este tipo de lastro — pedras destinadas a afundar as redes de pesca — na prefeitura de Fukui, no Japão, e na cidade de Cheongju, na Coreia do Sul. Essas descobertas foram datados no período neolítico, há cerca de 10.000 anos, acrescentou.

"Esta nova descoberta faz pensar que os humanos do Paleolítico superior pescavam de forma muito ativa para subsistir", afirmou Han.

Os lastros de calcário, que pesam entre 14 e 52 gramas e têm um diâmetro de 37 a 56 milímetros, apresentam ranhuras aparentemente destinadas a amarrá-los no fundo de uma rede possivelmente usada para reter peixes pequenos em rios pouco profundos, explicou.

Antes dessa descoberta na caverna de Maedun, os utensílios de pesca mais antigos que se conheciam remontavam há 23.000 anos e foram descobertos em uma ilha do sul do Japão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade