Publicidade

Correio Braziliense

Morre Mariam, vaca-marinha bebê, na Tailândia por resíduos de plástico

O animal foi encontrado, encalhado e separado da mãe, em uma praia tailandesa em maio, quando tinha seis meses de idade


postado em 17/08/2019 12:11

(foto: AFP PHOTO / DEPARTMENT OF NATIONAL PARKS, WILDLIFE AND PLANT CONSERVATION (DNP))
(foto: AFP PHOTO / DEPARTMENT OF NATIONAL PARKS, WILDLIFE AND PLANT CONSERVATION (DNP))

Mariam, uma bebê dugongo - também chamado de vaca-marinha - que se tornou uma estrela nas redes sociais da Tailândia, morreu na madrugada deste sábado (17/8) por uma infecção agravada de resíduos de plástico encontrados em seu estômago - anunciaram as autoridades locais.

O animal foi encontrado, encalhado e separado da mãe, em uma praia tailandesa em maio, quando tinha seis meses de idade. Imagens do filhote sendo alimentado por veterinários viralizaram nas redes sociais.

"Mariam morreu logo após a meia-noite, devido a um trauma, e não conseguimos salvá-la", disse à AFP Chaiyapruk Werawong, chefe do parque marinho na província de Trang, para onde o animal foi transferido.

O sul da Tailândia, cujas águas estão fortemente contaminadas com plástico, abriga hoje cerca de 240 vacas-marinhas, uma espécie próxima ao peixe-boi, em perigo de extinção.

Mariam morreu de "uma infecção no sangue e no estômago. Encontramos resíduos de plástico em seu aparelho digestivo", relatou.

"A necropsia mostrou que o plástico causou a obstrução do estômago do animal", afirmou Nantarika Chansue, uma das veterinárias, em sua página do Facebook.

Pouco depois de Mariam, outro dugongo órfão foi resgatado na região e batizado de "Jamil", em homenagem a uma princesa tailandesa. Uma transmissão de vídeo ao vivo 24 horas por dia foi lançada para que os internautas pudessem acompanhar a evolução dos dois mamíferos.

(foto: AFP PHOTO / DEPARTMENT OF NATIONAL PARKS, WILDLIFE AND PLANT CONSERVATION (DNP))
(foto: AFP PHOTO / DEPARTMENT OF NATIONAL PARKS, WILDLIFE AND PLANT CONSERVATION (DNP))


No sábado de manhã, a notícia da morte de Mariam na página do Facebook do Departamento de Recursos Marinhos e Costeiros foi compartilhada mais de 11 mil vezes na rede social e resultou em milhares de comentários de solidariedade.

Entre os mais poluentes do planeta, os países do Sudeste Asiático se comprometeram a lutar contra o lixo nos oceanos, durante uma cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), realizada em Bangcoc no final de junho.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade