Ciência e Saúde

Coquetel de antivirais é nova arma para combater o coronavírus

Uma combinação de três remédios se mostrou capaz de reduzir rapidamente a quantidade do vírus em pacientes com covid-19 leve e moderada, mostra estudo feito em Hong Kong

Humberto Rezende
postado em 08/05/2020 20:33
médicos com macacõesEstudo publicado nesta sexta-feira (8/5) na renomada revista científica The Lancet mostra que um coquetel composto por três drogas antivirais é capaz de encurtar o tempo de tratamento em pacientes com quadros leves ou moderados de covid-19.

Para os autores do experimento, a combinação de medicamentos se mostra uma alternativa promissora e segura de terapia, embora ainda precise ser testada em pacientes com casos graves da doença provocada pelo novo coronavírus.

O estudo foi conduzido em seis hospitais públicos de Hong Kong e envolveu 127 pacientes com mais de 18 anos, que receberam um coquetel composto por interferon beta-1b, lopinavir-ritonavir e ribavirina.

[SAIBAMAIS]Os médicos notaram, então, que a estratégia surtiu efeito, reduzindo a proliferação do coronavírus após sete dias, em média. Quando o tratamento era feito apenas com lopinavir-ritonavir, o mesmo resultado demorava, em média, 12 dias.

Alívio de sintomas

"Nosso teste demonstra que o tratamento de covid-19 leve a moderada com uma combinação tripla de drogas antivirais pode rapidamente suprimir a quantidade de vírus no corpo do paciente, aliviar sintomas e, consequentemente, reduzir o risco para os profissionais de saúde. O tratamento se mostrou seguro e bem tolerado pelos pacientes", afirmou em um comunicado à imprensa Kwok-Yung Yuen, professor da Universidade de Hong Kong e líder da pesquisa.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação