Publicidade

Correio Braziliense BRANDING

Empreender com propósito é diferencial para o sucesso nos negócios

Pedro Superti, Ana Couto e Érico Martins defendem importância do autoconhecimento para a construção de uma marca única e que apaixone clientes


postado em 07/11/2018 20:56 / atualizado em 23/11/2018 20:47

Por Luana G. Silveira e Camila de Magalhães

Não basta mais ter uma boa ideia, a marca tem que se conectar com a essência do empreendedor para ter um propósito genuíno e passe confiança ao consumidor, afirma Érico Martins(foto: Freepik)
Não basta mais ter uma boa ideia, a marca tem que se conectar com a essência do empreendedor para ter um propósito genuíno e passe confiança ao consumidor, afirma Érico Martins (foto: Freepik)

Com o aumento da oferta de produtos e serviços que circulam dentro do mesmo ecossistema, muitos empreendedores buscam diferenciar sua marca de forma com que ela possa se conectar emocionalmente com o consumidor. Para isso, têm utilizado estratégias de branding e marketing de conexão. 

Área de estudos que vem ganhando cada vez mais destaque no empreendedorismo, o branding ocupa um papel relevante na gestão da marca. E tem por objetivo torná-la conhecida, desejada e positiva para o consumidor, desde sua concepção até as ações do dia a dia da empresa.

Segundo pesquisa realizada pela agência de branding Ana Couto, 67% do público entrevistado se colocaram muito dispostos a comprar um produto ou serviço que tenha propósitos em comum com o deles, inclusive se dispondo a pagar mais por esse tipo de oferta.

Por outro lado, o marketing de diferenciação trabalha com as estratégias de divulgação que irão tornar a marca conhecida por suas particularidades em relação a seus concorrentes.

 

DE DENTRO PARA FORA

Para Érico Martins, profissional de marketing há 15 anos e um dos mentores da Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores da Fundação Assis Chateaubriand, não basta mais ter uma boa ideia. Ele acredita que a marca deve se conectar com a essência do empreendedor. “Isso é importante para que tenha um propósito genuíno e passe ao consumidor a confiança de que não é apenas uma marca com o objetivo de venda, mas sim com um ideal de levar mudança ao mundo por meio de seu produto ou serviço”, afirma.

Martins lembra que, para isso, o empreendedor precisa, primeiro, se conhecer, entender o que o motiva e descobrir seus valores para poder empreender de dentro para fora, transformando a forma como o consumidor enxerga o mundo.

 

DIFERENCIAÇÃO

Quando o empreendedor diferencia sua marca utilizando essas estratégias, ele conquista um consumidor cativo, que não troca sua marca por uma concorrente. Pedro Superti, especialista em Marketing de Diferenciação, lembra que para alcançar esse objetivo, a construção da identidade de uma marca não deve ser baseada em sua concorrência. Caso isso aconteça, a marca se torna uma versão genérica do concorrente e não emana sua essência própria, sendo apenas mais uma no mercado.

Superti acredita que o Brasil tem potencial para ser um país de primeiro mundo e concorrer com as maiores marcas do planeta. “Para isso acontecer, nós como empreendedores precisamos ter coragem de viver quem a gente é. Emprestar nossa personalidade para a nossa empresa e colocar nesse negócio coisas importantes, que a gente gosta e não gosta”, observa. O maior obstáculo para isso acontecer, diz o especialista, é o medo da rejeição.

 

(foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)
(foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)
 

As pessoas têm um medo muito profundo de alguém não gostar ou um cliente reclamar. Para a gente se libertar disso, a gente precisa entender que, quase nunca, todo mundo gosta. Sempre vai ter alguém que não vai se conectar e está tudo bem.

Pedro Superti, especialista em marketing de diferenciação

 

Na avaliação de Superti, quanto mais genuíno o empreendedor for e colocar sua essência para fora, mais as pessoas quando olham à distância vão saber se querem se aproximar ou não. "Assim, a gente tem mais do que clientes, tem fãs apaixonados pela marca, que nos defendem e indicam para todo mundo. As maiores marcas do mundo fazem isso. Se a gente incorporar isso no Brasil, vamos deixar de ser um país de terceiro mundo que copia modelos de negócios de fora para aplicar aqui, e se tornar um país exportador de modelos de negócios", defende.

 

CONSTRUINDO SUA IDEIA PARA QUE SEJA ÚNICA

Referência em branding no país, Ana Couto dá dicas a empreendedores(foto: Arquivo/Agência Ana Couto )
Referência em branding no país, Ana Couto dá dicas a empreendedores (foto: Arquivo/Agência Ana Couto )
 

Fundadora de agência de branding que leva seu nome, Ana Couto, empreendedora há 25 anos na área de comunicação e estratégia de marca, dá três dicas para a construção de valor da marca:

 

  1. Encontre o propósito do seu empreendimento, seu papel no mundo. O que ele traz de diferente.
  2. Seu produto/serviço deve ser coerente ao propósito da sua marca, oferecer qualidade e ser único para o consumidor.
  3. Por fim, é necessária uma boa comunicação da marca. Ela deve engajar o público de forma a construir um ecossistema de valor ao seu redor.

 

COMUNIDADE PARA EMPREENDEDORES

Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores, da Fundação Assis Chateaubriand, nasceu em 2017 para transformar empreendedores de dentro para fora. É um ambiente de conexão, conhecimento e experiências inovadoras. Nesta comunidade, acredita-se na força das conexões, no aprender fazendo, na criação coletiva, entre outros. Desde o ano passado, são realizados diversos eventos que reúnem pessoas que pensam diferente e acreditam no potencial inovador da cidade. A Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores está no Facebook e Instagram, com o perfil @ComunidadeEi. Informações: www.ei.org.br