Publicidade

Correio Braziliense EMPREENDEDORISMO

Aliado à tecnologia, capital humano fará diferença no futuro dos negócios

Diferencial para sucesso no mundo da tecnologia e inovação está ligado a negócios colaborativos, com propósito e soluções de impacto para o mundo


postado em 07/12/2018 20:00 / atualizado em 25/01/2019 16:39

Texto: Luana G. Silveira
Edição: Camila de Magalhães

Para o empreendedor Amure Pinho, nossa capacidade de ser humano é o que nos diferencia no mundo tecnológico. O resto, as máquinas vão fazer melhor(foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)
Para o empreendedor Amure Pinho, nossa capacidade de ser humano é o que nos diferencia no mundo tecnológico. O resto, as máquinas vão fazer melhor (foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)
 

As tendências empreendedoras para o futuro próximo são voltadas às inovações tecnológicas, como negócios digitais (e-commerce), automação, realidade virtual, inteligência artificial, cloud computing e machine learning. O uso das máquinas será cada vez maior na realidade das empresas, para melhorar a eficiência dos processos e transformar setores tradicionais, por exemplo. Porém, a utilização dessas tecnologias também está direcionada a um modelo de negócio sustentável, empregando as novidades na reutilização de recursos, como no caso da energia solar.

 

Ao mesmo tempo em que a presença tecnológica cresce, muitas profissões vão deixar de existir. E aí o fator humano se mostra imprescindível.  Negócios colaborativos, com propósito e soluções de impacto para o mundo têm se destacado com grande potencial de sucesso. Manter um negócio por dentro de todas essas mudanças requer um líder preparado, capaz de encontrar soluções alternativas e eficientes com rapidez. Na avaliação de Amure Pinho, presidente da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), nossa capacidade de ser humano é o que nos diferencia. O resto, as máquinas vão fazer melhor. 

 

Nesse sentido, em meio a essa invasão tecnológica que estamos vivendo, Amure Pinho acredita que passamos por um momento único de transformação do modo de enxergar o ser humano. “Em um futuro próximo, robotizado, nós, humanos, faremos a diferença. Nossas capacidades e habilidades são diferentes e melhores do que o potencial das máquinas. Por essa razão, o investimento em capital humano nas empresas deve ser permanente e crescente", avalia. 

 

PERFIL EMPREENDEDOR

Segundo pesquisa do professor Maurizio Zollo, do Massachusetts Institute of Technology, empreendedores desenvolvem melhor certas regiões do cérebro do que pessoas que não realizam as mesmas atividades. Assim, são mais rápidos ao tomar decisões e lidam com mais facilidade com problemas e imprevistos.

 

“Todos podem adquirir habilidades para empreender, mas um diferencial é estar seguro na tomada de decisões urgentes. Pessoas com cérebro empreendedor possuem características semelhantes”, ressalta Amure Pinho. Ele acredita que não é preciso criar uma startup ou abrir uma empresa para ser um empreendedor digital na vanguarda. "Hoje você consegue fazer um canal no Youtube, vender pelo Instagram, proptotipar uma solução no WhatsApp, fazer parte de um grande time de tecnologia. Isso está na sua frente, disponível para você. A grande dica é: saia do casulo, comece a projetar essa imagem pessoal, criar quem você vai ser no futuro em 2025. Essa é a provocação", completa.

 

EQUIPE PREPARADA

Não se pode perder de vista que todo empreendedor depende de uma equipe preparada e valorizada para o seu negócio prosperar. É preciso uma atenção especial para a importância do capital humano, que, por meio de experiências, educação e perícia, resulta em valor econômico à empresa. A influência de uma boa equipe nos resultados é comprovada, por isso é importante a valorizar as habilidades de cada membro.

 

Quanto mais valioso o capital humano, maior a chance de sucesso de uma empresa. Deve-se, portanto, investir na formação educacional e profissional dos funcionários, que precisam ser encarados como bem mais importante de uma empresa. Em um momento de dificuldade, a solução pode estar neles. 

 

MEDIDAS INTERESSANTES PARA VALORIZAR O CAPITAL HUMANO:

 

  • Plano de carreira: determinar o caminho que o funcionário irá seguir na empresa, e em seu desenvolvimento profissional e pessoal dá a ele uma perspectiva de crescimento no negócio.
  • Empoderamento e autonomia: dar a liberdade de tomada de decisões faz com que os processos se tornem mais ágeis. 
  • Reconhecimento e bonificação: quando o funcionário gera bons resultados à empresa, é importante recompensá-lo, por meio de bonificações, o que irá motivar um melhor desempenho.
  • Investimento em capacitação: oferecer treinamento para desempenho mais eficiente e eficaz. Além disso, a saúde física e mental das pessoas garante o bom desempenho no ambiente de trabalho.