Publicidade

Correio Braziliense STARTUPS

Entrevista: Panorama e desafios do empreendedorismo para 2019

Cenário econômico é favorável para startups este ano, avalia investidor Samuel Arantes


postado em 05/01/2019 10:00 / atualizado em 17/01/2019 13:55

Reportagem e edição: Camila de Magalhães
Colaborou Nayara Sousa

Samuel Arantes: Nosso principal desafio ainda é capacitar os empreendedores. O grande problema hoje é a falta de bons projetos. Estamos numa situação em que há um fluxo de dinheiro na praça. Cabe a nós prepararmos melhor nossas estratégias(foto: Marcos Sousa/FAC/D.A Press)
Samuel Arantes: Nosso principal desafio ainda é capacitar os empreendedores. O grande problema hoje é a falta de bons projetos. Estamos numa situação em que há um fluxo de dinheiro na praça. Cabe a nós prepararmos melhor nossas estratégias (foto: Marcos Sousa/FAC/D.A Press)

Em entrevista à Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores, o investidor Samuel Arantes, sócio da Cotidiano Aceleradora de Startups, fala sobre otimismo para investimentos em 2019, e destaca necessidade de bons projetos e qualificação de empreendedores para encarar os negócios. Confira a avaliação dele e conselhos para o novo ano.

 

Qual o panorama e os desafios do empreendedorismo para 2019?

Estamos bem posicionados como cidade e como ecossistema, pois Brasília cresceu bastante nos últimos três anos. O ano de 2019 será muito importante para os negócios em geral, já que estamos saindo de um período de recessão e alguns investimentos bastante visados já apontam para o Brasil. E eles tendem a injetar ânimo na economia.

 

Entretanto, o nosso principal desafio ainda é capacitar os empreendedores — eles têm que estar mais amadurecidos e estudar, evidentemente. O problema não será a falta de dinheiro este ano. Falo disso com propriedade de aceleradora e fundo de investimento. O grande problema hoje é a falta de bons projetos. Em resumo, o empreendedor se preparando bem, estudando e adquirindo a noção exata das fases de sua startup, e as estratégias para tocar isso, eu acredito que 2019 tem tudo para ser um ótimo ano.

 

Qual o conselho que você daria para os empreendedores neste novo ano?

Estamos numa indústria que faz a mitigação dos riscos. A própria Ei! Comunidade de Aprendizagem para Empreendedores, a Cotidiano e as demais aceleradoras desse ecossistema preparam os empreendedores para suavizar os efeitos de certos riscos de mercado.

 

A boa notícia é que há um novo ciclo de investimentos e os fundos agora estão com dinheiro. Eu entendo que estamos numa situação em que há um fluxo de dinheiro na praça. Cabe a nós prepararmos melhor nossas estratégias e o modelo de negócio para serem acelerados.

 

Como tem sido o cenário de investimento em startups?

Em 2017, e 2018 não ficou atrás, houve negócios na ordem de 1,4 bilhão de dólares. Isso representa praticamente R$ 5 bilhões investidos na indústria de venture capital, que é a indústria que faz o investimento nas startups.