Publicidade

Correio Braziliense DESENVOLVIMENTO HUMANO

Artigo: A importância do autoconhecimento para empreender

A coach da Comunidade Ei Enza Jardim traz 4 passos simples que podem ampliar as chances de sucesso na sua jornada empreendedora


postado em 07/02/2019 15:23 / atualizado em 07/02/2019 15:23

Por Enza Jardim*

Investir em autoconhecimento traz melhor clareza das atividades alinhadas ao seu perfil comportamental, propósito e talentos, avalia Enza Jardim(foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)
Investir em autoconhecimento traz melhor clareza das atividades alinhadas ao seu perfil comportamental, propósito e talentos, avalia Enza Jardim (foto: Camila de Magalhães/FAC/D.A Press)

O autoconhecimento é a base para o crescimento pessoal e profissional de qualquer pessoa e ponto de partida para o desenvolvimento de talentos, competências e habilidades para quem deseja empreender. A falta dele pode gerar no empreendedor a sensação de estar insatisfeito, perdido, inseguro, confuso, infeliz e indeciso, com dificuldades na comunicação, nos relacionamentos e incompreensão de si mesmo.

 

Sem dúvida, estamos em um país que possui alma empreendedora. Atualmente, o Brasil é o país com maior abertura de empreendimentos no mundo, segundo o Governo Federal, aproximadamente 600 mil empreendimentos são iniciados anualmente, porém, de acordo com a pesquisa da Endeavor, quase 36% dos empreendedores gerais afirmam ter dificuldades de equilibrar vida pessoal e profissional.

 

Investir em autoconhecimento é designar foco para um dos maiores pilares do desenvolvimento pessoal. Quando o empreendedor coloca atenção em conhecer a si mesmo, ele passa a ter consciência de seus potenciais, pontos fortes, pontos de melhoria, talentos e propósito de vida. A partir de uma compreensão melhor de si, ele passa a entender como o outro funciona e como maximizar o seu potencial.

 

Todos possuem potencial para o sucesso e investir em autoconhecimento elevará o nível de sucesso do empreendedor, proporcionando uma melhor clareza das atividades que estão alinhadas ao seu perfil comportamental, propósito e talentos, consequentemente, tornando-o uma pessoa mais produtiva, realizada e feliz.

 

Compartilho aqui alguns passos simples que podem ajudar o empreendedor em sua jornada empreendedora de autoconhecimento, um mergulho de dentro para fora. A prática consiste em pegar uma folha de papel, refletir e escrever direcionado por quatro perguntas seguindo passo a passo:

  • Passo 1: O que você ama fazer? Neste passo o empreendedor encontrará a sua paixão, a motivação mais profunda do seu Ser.
  • Passo 2: O que você é bom em fazer? Refletir sobre o que você pode fazer bem, irá deixá-lo mais próximo de sua área de vocação.
  • Passo 3: O que você pode ser pago para fazer? Neste passo a proposta é identificar que profissão poderia exercer que esteja alinhada com suas reflexões anteriores.
  • Passo 4: O que o mundo precisa? Aqui é uma reflexão profunda de qual é a sua missão na terra, quais talentos você pode oferecer e tornar o mundo melhor ou agregar valor social.

Encontrar respostas e um equilíbrio entre essas quatro áreas tornará possível empreender a partir de decisões e escolhas cada vez mais conscientes, alinhadas com seus talentos, valores e movidos pelo seu propósito de vida.

 

Esta jornada de potencialização do Ser exige resiliência, determinação, foco, paciência, perseverança e vontade de se desenvolver e quando nos engajamos neste processo ativamos a motivação interna para a evolução da consciência e tornamo-nos agentes regeneradores na construção de um mundo melhor.

 

O futuro é produto das escolhas que realizamos hoje e o autoconhecimento é a peça chave para o sucesso.