Publicidade

Correio Braziliense

Mais de 90% da população aprovam SESI e SENAI

Pesquisa realizada pelo Instituto Ibope mostra que a grande maioria dos brasileiros reconhece a excelência das entidades do Sistema Indústria


postado em 21/12/2018 11:17

Alunos colocam em prática os conhecimentos adquiridos por meio da metodologia STEAM em Goiânia (GO) (foto: Jose Paulo Lacerda/Divulgacao )
Alunos colocam em prática os conhecimentos adquiridos por meio da metodologia STEAM em Goiânia (GO) (foto: Jose Paulo Lacerda/Divulgacao )
Quanto mais os brasileiros conhecem, mais aprovam a atuação do Serviço Social da Indústria (SESI) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Entre os entrevistados que afirmam ter informações sobre as instituições, mais de 90% as consideram ótimas ou boas. Os dados são da pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira, divulgada pelo Ibope no último dia 13 de dezembro.


Dos respondentes que dizem conhecer bem o SENAI, 94% enquadram a instituição como “ótimo ou bom”; para o SESI a mesma percepção atinge 93% dos entrevistados. “O conhecimento sobre as instituições reflete diretamente na opinião dos brasileiros sobre as instituições da indústria: se a pessoa sabe mais de SESI e SENAI, sobe a porcentagem da avaliação positiva”, analisa Renato da Fonseca, gerente de pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI).


De uma forma geral, as instituições ligadas à indústria são bem vistas pela sociedade brasileira. Em toda a população, 69% avaliam o SENAI como ótimo ou bom, e 59% têm a mesma análise sobre o SESI. Entre aqueles que afirmam conhecê-las “mais ou  menos”, o índice de ótimo e bom é de 79% em relação ao SENAI e de 76% ao SESI.


O índice torna-se mais satisfatório à medida que as entidades do Sistema Indústria são bastante conhecidas pela população. Oito em cada 10 brasileiros conhecem o SENAI (87%) e o SESI (82%) ainda que apenas de ouvir falar. Outras instituições que compõem o Sistema S também possuem alto grau de conhecimento: 89% conhecem o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), 85%, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) e 80%, o Serviço Social do Comércio (Sesc).

Educação

O SESI é lembrado por educação, oportunidade e lazer. Entre os entrevistados, 11% relacionaram a instituição à educação e escola; 9% a curso, capacitação ou aperfeiçoamento; 7% a emprego e melhor oportunidade e 4% o associam a lazer, esporte e cultura.


A instituição oferece uma educação de excelência voltada para o mundo do trabalho em todo o país. Em 2017, foram realizadas cerca de 1,18 milhão de matrículas em educação básica regular, educação continuada e educação de jovens e adultos a trabalhadores e dependentes.


Na análise de representantes do SESI, um dos motivos da lembrança da instituição com educação de qualidade é a aposta em abordagens pedagógicas modernas em toda a rede de ensino. Um exemplo é o STEAM, sigla em inglês que contempla ciência, tecnologia, engenharia, artes e matemática. Essas são áreas de conhecimento que, de acordo com a metodologia, devem ser prioridade na formação educacional e precisam ser trabalhadas conjuntamente. No Brasil, um dos principais expoentes dessa estratégia de ensino é a rede do SESI.


De olho na indústria do futuro, há mais mais de uma década, o SESI vem aprimorando a aplicação do método em 389 escolas espalhadas por todo o país. Atualmente, 198 mil alunos têm contato com o ensino agregado desses conteúdos. “O conceito de STEAM é a mão na massa. É ter um projeto, resolver um problema, conseguir aplicar as matérias em casos reais. Com isso, despertamos o pensamento crítico em cima do raciocínio lógico”, explica o gerente executivo de Educação do SESI, Sérgio Gotti.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação