Publicidade
Conheça mais das experiências entre pais e filhos e dicas de como aproveitar essa data tão especial.

Correio Braziliense ENCONTRO COM O CHEF

Herança gastronômica

Chef de um dos restaurantes mais tradicionais da cidade se inspirou em ensinamentos da avó, que hoje passa à próxima geração


postado em 12/08/2018 07:00

(foto: Marcelo Ferreira/CB)
(foto: Marcelo Ferreira/CB)

Quando se mudou com a família de São Luís para o Rio de Janeiro, Fernando La Rocque se deslumbrou com a boa vida carioca. O pai, então, logo tratou de “cortar as asinhas” do adolescente e o mandou de volta ao Maranhão para uma temporada com a avó.

 

Durante a estreita convivência, encantou-se pela forma como a matriarca dominava as panelas. Observava atentamente como ela preparava os alimentos e até arriscava reproduzir algumas receitas. Pouco tempo depois, os pais de Fernando passaram por uma nova mudança. Desta vez, o endereço era a recém-inaugurada Brasília. Em janeiro de 1962, o garoto desembarcava na nova capital para se juntar ao restante da família.

 

Como treinava vôlei — até hoje, aos 70 anos, Fernando participa de campeonatos máster da categoria, representando o Brasil —, costumava chegar tarde em casa. Não gostava de comida requentada e ia para a cozinha preparar as refeições. Também era o chef oficial nas reuniões com os amigos.

 

Na hora de escolher a profissão, porém, Fernando decidiu pela arquitetura. Especializou-se em planejamento de transportes urbanos e foi trabalhar na Empresa Brasileira dos Transportes Urbanos (EBTU) — estatal extinta no governo Collor.

 

Sem emprego, Fernando decidiu, então, mudar completamente o rumo profissional. Juntou-se a outros quatro amigos e abriu o Carpe Diem, um dos mais tradicionais restaurantes da cidade. Ao arquiteto coube a função de comandar as panelas.

 

O ano era 1991 e, Fernando lembra, a casa chegava com uma proposta inovadora na cidade. “Aqui, só existia restaurante ou boteco. Nós misturamos os dois. Tínhamos a varanda, onde era possível sentar e só tomar uma bebida e comer uns petiscos, e a parte interna, onde servíamos jantar”, explica.

 

O lugar também funcionava como uma delicatessen e vendia CDs, vinis e livros. Logo a esquina da 104 Sul se tornou um point gastronômico e cultural. “Por aqui, já houve o lançamento de mais de 3 mil livros”, orgulha-se o chef.

 

Legado

 

E se os primeiros passos na gastronomia foram herdados da avó, Fernando se orgulha de deixar seu legado também para os filhos. Hoje, o chef conta com Fernanda La Rocque como seu braço direito na administração das quatro casas espalhadas pela cidade.

 

No início, a filha até tentou seguir outra profissão. Formou-se em informática e foi trabalhar na área. “Quando o meu sócio à época quis trazer a filha para trabalhar no restaurante, bati o pé e disse que a minha vinha também”, recorda-se Fernando.

 

O mundo das panelas não era um mistério para Fernanda. Afinal, ela cresceu entre os temperos de família e sempre se arriscou na cozinha. Quando foi trabalhar no Carpe Diem, decidiu que era hora de se especializar e acabou fazendo uma pós-graduação em gastronomia.

 

Pai e filha trabalham em total sintonia. Ele continua à frente da criação do cardápio dos restaurantes, que hoje pertencem exclusivamente à família, mas sempre ouve as sugestões da filha. “Eu cresci vendo o meu pai cozinhar. Está no DNA”, acredita Fernanda.

 

O Carpe Diem é um dos participantes do Festival Panelas da Casa, cujo tema da sétima edição é “comida de vó”. E Fernando seguiu à risca a proposta do festival: oferece uma receita aprendida com a avó e que sempre comia quando ia a São Luís: a fritada de camarão. Hoje é o último dia para saborear a delícia no restaurante, mas, generoso, o chef compartilha a receita com os leitores da coluna. Que tal prepará-la para celebrar o Dia dos Pais?

 

 

Fritada de camarão maranhense

 

Ingredientes

1kg de camarão fresco descascado (temperado com sal, azeite e suco de limão — deixar marinar por alguns minutos)

50ml de azeite de oliva

1 cebola picada

1 colher de sobremesa de alho picado

1 pimentão vermelho médio picado em cubos

5 pimentas-de-cheiro picadas sem semente

1 tomate picado sem pele e semente

Cebolinha verde, salsinha e coentro a gosto

50ml de molho de tomate

100ml de leite de coco


Dendê (opcional)

6 ovos inteiros batidos

3 claras em neve

 

Modo de preparar

Leve uma frigideira antiaderente ao fogo com azeite de oliva. Refogue bem a cebola, o pimentão, o tomate, a pimenta-de-cheiro e o alho. Com o fundo da panela refogado com os temperos, coloque os camarões temperados, o leite de coco e o molho de tomate. Cozinhe os camarões até quase secar o molho de tomate e o leite de coco.


Misture tudo e reserve.

Bata as claras em neve e misture os ovos inteiros batidos. Corrija o sal. Junte esses ovos aos camarões refogados, adicione o coentro, a cebolinha verde e a salsinha. Leve a frigideira ao fogo para cozinhar os ovos e depois coloque em forno preaquecido a 180ºC até os ovos ficarem dourados.

 

SERVIÇO 

 

Carpe Diem

SQS 104, Brasília Shopping, Terraço Shopping e CasaPark

 

7ª Edição Panelas da Casa – 

Comida de Vó

Até hoje

Menu Completo (entrada + principal sobremesa): R$ 49,90