Diversão e Arte

Gravado em 2008, o novo CD da banda Sapatos Bicolores sai do forno

postado em 27/08/2009 08:05

Quando fizeram seus primeiros shows, em 2001, a banda Sapatos Bicolores era quase um corpo estranho no cenário roqueiro brasiliense. O punk com influências de rockabilly não era exatamente uma novidade por aqui (Little Quail, nos anos 1990, e Gramofocas, nos 2000, são exemplos que logo vêm à mente). Mas a proposta sonora do trio formado pelo guitarrista André Vasquez, o baixista Paulo César e o baterista Caio Cunha era diferente, muito mais billy do que punk. A eficiência do trio em cima do palco (em especial, a habilidade guitarrística de André) causou boa impressão e não demorou muito para eles encontrarem seu público (dentro e fora de Brasília) e serem abraçados pelos colegas de rock.

Quando o tesão bater: Segundo disco da banda Sapatos BicoloresÁlbum de estreia da banda, Clube quente dos Sapatos Bicolores saiu em 2005, pela Monstro Discos. De lá pra cá, o grupo fez incontáveis apresentações pelo circuito independente nacional. Em 2007, deram uma desacelerada na agenda para se concentrar na composição do segundo álbum. No começo de 2008, os três convocaram mais uma vez o produtor Gustavo Dreher (assim como André Vasquez, um gaúcho residente em Brasília) para pilotar as gravações no estúdio Daybreak Gentleman. Começava ali a saga que resultou no CD Quando o tesão bater.

;Tivemos problemas de todo o tipo, desde grana até instrumentos que pararam de funcionar. Mas o maior deles foi a agenda das pessoas envolvidas;, justifica André, 29 anos. O disco estava gravado, mas empacou na mixagem. Para agilizar, a banda recorreu a outro profissional da área: foram para Goiânia preparar a mix com Gustavo Vazquez, do Estúdio Rock Lab, referência da produção local. ;Ele conseguiu dar um fim na história e direcionar a sonoridade do disco para uma coisa muito mais moderna, que era o que sempre quisemos do CD;, comenta o guitarrista.

Ouça trecho da música "Sadie" dos Sapatos Bicolores

Influência
Comparando o primeiro e o segundo trabalho dos Sapatos, é fácil perceber as diferenças entre um e outro. O rockabilly (que vale ressaltar, nunca foi utilizado de maneira ortodoxa pela banda) ainda está ali, mas convive com um leque maior de referências. ;A influência do rockabilly está presente no som dos Sapatos da mesma forma que o hard rock, o punk, o country ou o glam e tantas outros tipo de música;, explica André. ;A gente nunca conversou sobre soar de um jeito ou do outro. O que sempre fizemos foi ouvir o máximo de música que podemos para aprender a nos expressar da maneira mais adequada possível. É como ler: quanto mais uma pessoa ler, mais vocabulário ela terá. Isso é um consenso na banda. Agora, Elvis Presley ou Elvis Costello? Não tenho preferência ; mas tenho ouvido mais o segundo ultimamente;, emenda.

Mixagem feita, o passo seguinte foi conseguir a masterização. O responsável por esta etapa foi o americano Alan Douches, que já havia trabalhado com os também brasilienses Deceivers ; o resultado obtido no disco dos amigos impressionou André e isso foi decisivo para a escolha. ;O preço era muito competitivo e dava pra gente bancar;, acrescenta.

Quando o tesão bater é o primeiro disco lançado em conjunto pelo selo brasiliense Senhor F e o goiano Monstro Discos. Na avaliação do guitarrista, a parceria representa um maior alcance para o som da banda. Com o cedezinho em mãos, o objetivo do Sapatos Bicolores é, claro, cair na estrada. ;Temos planos de tocar em todos os lugares que já tocamos e em outros países da América do Sul. O disco demorou tanto pra sair que a gente estava meio incrédulo com a chegada da criança, mas agora vamos voltar a nos mexer!”

Festa Play!
Amanhã, às 23h30, no Blackout Bar (904 Sul, dentro do Clube da Asceb). Festa-show com a banda brasiliense Sapatos Bicolores lançando CD e discotecagem com os DJs Gabriel Azambuja (Cachorro Grande-RS), Montana, Gonzalo Insônia, Cabarte Scene & Night Walking Dreams. Entrada: R$ 10 (com nome na lista playbrasilia@gmail.com, até 1h) ou R$ 15 (sem nome na lista ou após 1h)

Ouça trecho da música "Passagem para o inferno" dos Sapatos Bicolores

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação