Publicidade

Correio Braziliense CHEFS EM MINIATURA

Aulas de culinária podem ajudar as crianças a adotar uma alimentação saudável


postado em 05/11/2009 08:15

(foto: Publifolha/Divulgação)
(foto: Publifolha/Divulgação)
Eles anotam a receita: sal, farinha de trigo, um ovo, manteiga, queijo e creme de leite. Em pouco tempo, os ingredientes deixam de ser meros conhecidos do dia a dia para se transformarem em uma bela mistura. Eles colocam a mão na massa com vontade, sem hesitar. Alguns têm mais jeito, outros ficam impacientes, amassam e amassam sem parar. São quase 40 crianças em um ritmo animado e surpreendentemente organizado. “Agora, é hora de parar de mexer, se não a massa vai derreter”, alerta o chef. De um lado, um grupo brinca com as forminhas dispostas sobre a mesa e limpam as mãos no uniforme, enquanto outros preferem experimentar a mistura crua mesmo. O cenário está repleto de risos, dúvidas e expressões de surpresa. Para as crianças, aquilo é mais do que uma aula de culinária, é pura diversão.

A lição de como cozinhar é dada pelo chef francês Guillaume Petitgas a alunos do 5º ano do colégio Petit Galois, que oferece a cozinha experimental como uma das atividades lúdicas previstas na grade escolar. A visita de Petitgas, porém, tornou a aula um acontecimento especial, no qual os estudantes puderam aprender um pouco mais sobre os costumes franceses e as expressões de uma das culinárias mais tradicionais do mundo. Na parte prática da lição, o chef ensinou os pequenos a preparar uma receita de quiche clássico.

O dono da La Boulangerie se mostra paciente. Responde a todos os questionamentos e ainda ensina as crianças a falarem o nome de todos os ingredientes em francês. Depois, pede para os alunos sentirem texturas e cheiros. E, com a ajuda das professoras de francês, supervisiona cada quiche preparada. Antes mesmo de toda a explicação acabar, Maria Cândida Wehrmann, 10 anos, se diz satisfeita. “Eu achei legal. Gostei de mexer na massa e colocar na forminha”, diz. Para Clara Costa Mendes, também de 10 anos, foi uma experiência nova na cozinha. “Já tinha feito algumas comidas, mas nada assim, francês”, revela a estudante, que já preparou pipoca e tapioca sozinha e adora ajudar a mãe ao fogão.

A experiência na escola comprova algo que muitos pedagogos afirmam: a culinária é uma atividade lúdica que pode ajudar a criança a aprender uma série de conceitos e treinar habilidades como a coordenação motora. Ao lidar com as receitas, por exemplo, os pequenos podem treinar noções de matemática. No Petit Galois, as aulas ocorrem em conjunto com outras disciplinas, como francês e ciência. “É uma forma de aliar o conteúdo com a prática e desenvolver as habilidades da criança também”, explica Andrea Bichara, diretora pedagógica.

Diversão
Para o chef Emerson Mantovani, que dá aulas para crianças de 6 a 12 anos em seu ateliê, cozinhar é divertido e serve de estímulo para uma alimentação saudável e balanceada. O chef tenta estimular o consumo de verduras, frutas e legumes com uma decoração colorida e um sabor que seja agradável ao paladar das crianças. Uma das sugestões do professor é misturar os legumes e frutas como uma massa de panqueca de batata ou um bolo de cenoura.

A diversão, porém, não pode ficar de fora. “É tudo uma grande brincadeira e a aula é bem divertida. Com as crianças, a gente não precisa ter tanto rigor como em um curso para adultos”, explica. As receitas precisam ser fáceis e práticas. E quanto mais envolver a participação da criança, melhor. “Elas gostam de fazer todo o preparo, de trabalhar com a massa e de misturar os ingredientes. E adoram fazer bagunça. No fim da aula, a cozinha está com farinha para todo lado”, comenta. Entre as receitas preferidas pelos alunos, estão as tortas salgadas, massas, bolos e biscoitos.

Para Regina Iervolino, nutricionista da Escola Internacional de Alphaville em São Paulo e especialista em alimentação infantil, as aulas de culinária são fortes aliadas para as crianças entrarem em contato com alimentos saudáveis e ficarem longe das comidas prontas e com conservantes. Segundo ela, o aprendizado deve começar cedo. “Devemos ensinar a pirâmide dos alimentos, escolher ingredientes variados e incentivá-los a experimentar coisas novas. E fazê-los perceber que, quanto mais colorida for a refeição, melhor ela fica”, frisa.

Depois das aulas de Emerson, as crianças levam apostilas para casa com as receitas e com dicas do professor para os pais botarem em prática o aprendizado. Segundo o chef, a família deve incentivar os filhos a conhecer e a saborear os alimentos. “É bom levar a criança ao supermercado para que ela aprenda a escolher as frutas e as verduras. Saber como o alimento é produzido e feito é importante. Esse convívio com a cozinha é positivo, porque ela vai entender desde cedo que faz bem comer bem.”

» Para fazer em casa

Guillaume Petitgas ensina estudantes a fazer quiche: lição de gastronomia aliada ao ensino da língua francesa(foto: Cadu Gomes/CB/D.A Press )
Guillaume Petitgas ensina estudantes a fazer quiche: lição de gastronomia aliada ao ensino da língua francesa (foto: Cadu Gomes/CB/D.A Press )


» Confira a receita de muffin de queijo e tomate do chef Emerson Mantovani

 

Muffin de Queijo e Tomate
Ingredientes
1 tomate
1/2 xícara (chá) de queijo provolone em cubinhos
1 ramo de manjericão
1/2 xícara (chá) de leite
4 colheres (sopa) de manteiga
2 ovos
1/2 xícara (chá) de farinha de trigo
1 xícara (chá) de farinha de trigo integral
2 colheres (chá) de fermento
1 colher (sopa) de açúcar
manteiga e farinha de trigo para untar e polvilhar

Modo de Preparo
Pre-aqueça o forno a 180ºC (temperatura média). Unte 8 forminhas individuais de muffins ou de empadinhas com manteiga e polvilhe farinha.

Numa tábua, corte o tomate ao meio, retire as sementes e corte-o em cubinhos. Pique as folhas de manjericão.
Numa panelinha, junte o leite e o manjericão. Leve ao fogo alto e, quando o leite ferver, desligue o fogo. Acrescente a manteiga imediatamente e mexa bem até derreter. Coloque os ovos e misture bem. Reserve.
Numa tigela grande, passe por uma peneira as farinhas, o fermento e o açúcar. Faça um buraco no centro e regue com a mistura de leite e manjericão. Com uma colher, mexa até a farinha absorver todo o líquido. Acrescente o queijo e o tomate em cubinhos.

Em cada forminha, coloque 3 colheres (sopa) de massa. Leve ao forno por 25 minutos. Retire os muffins da assadeira e coloque sobre uma grade para esfriar. Sirva morno ou à temperatura ambiente.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade