Publicidade

Correio Braziliense PERFIL

Adriana Garrido é talento precoce em mutação


postado em 22/11/2009 17:27

A cantora brasiliense Adriana Garrido mudou o corte de cabelo há dois meses. O novo visual repicado e mais claro confere ar moderno a garota de 16 anos. Quem a conheceu durante a maratona de 31 participações no quadro Jovens Talentos do programa Raul Gil, há quatro anos, provavelmente vai estranhar. As mudanças físicas são reflexo da nova fase musical. Sai a MPB dançante para dar espaço a um pop rock adolescente da moda. “Tento equilibrar uma linha pesada de guitarra com a minha voz, que é bem suave”, explica Adriana sobre o conceito das demos que está gravando.

Na barriga da mãe

Adriana Garrido, 16 anos: rock em voz suave(foto: Rafael Ohana/CB/D.A Press)
Adriana Garrido, 16 anos: rock em voz suave (foto: Rafael Ohana/CB/D.A Press)
Esta história musical começou cedo. O talento precoce foi incutido quando o bebê ainda habitava a barriga da mãe. “Na gravidez eu cantava para ela. Acho que vem daí a vontade de ser cantora”, opina Sandra Garrido, funcionária pública e empresária da filha. Com 6 anos, o prodígio já tocava violão; aos 11 se apresentava publicamente em igrejas e outros eventos comunitários.

Aos 12 estava em rede nacional de televisão e, agora, aos 16, Adriana compõe e grava. Já são 40 composições no total. Muitas foram rigorosamente registradas pela mãe na Biblioteca Nacional. “Me inspiro em diversas fontes. Podem ser coisas que acontecem comigo ou situações que eu não vivenciei, mas ouvi falar”, explica, sobre a própria obra.

As ambições técnicas da instrumentista vão muito além das noções de violão, bateria e teclado, adquiridas até agora. “Eu não tenho pressa ainda. Quero me aperfeiçoar”, afirma, com cautela. Nessa intenção, a cantora e instrumentista divide o tempo cursando o 2º ano do ensino médio e os estudos na Escola de Música de Brasília (EMB), onde participa do grupo Camerata de Violões.

O caminho dos estudos deve render por mais alguns anos. A garota já sabe que curso vai tentar no vestibular. “Música”, afirma sem titubear. Uma futura viagem aos Estados Unidos, ainda não autorizada pelos pais, também está entre os planos da adolescente. “Eu gosto de ser diferente. Quero conhecer outras culturas, outros povos”, confidencia a cantora. A jornada também serviria para cumprir outros planos. Em 10 anos, Adriana se imagina cantando no Brasil e no exterior. Mirando o espírito livre dos versos de Por onde tua mente caminha, tudo deve dar certo: “Abre a janela, se deixa levar / Se leva pelo canto do amor”.

Ouça trecho da música "Por onde tua mente caminha", com Adriana Garrido


Ouça trecho da música "Não joga fora", com Adriana Garrido

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade