Publicidade

Correio Braziliense

Sandra Bullock tem fim de semana entre Oscar e Framboesa de Ouro


postado em 04/03/2010 11:13

Hollywood - Sandra Bullock se prepara para viver um fim de semana de extremos, porque ainda que tenha grandes chances de ganhar o Oscar de melhor atriz no domingo, também é favorita a receber o Framboesa de Ouro como a pior comediante do ano no sábado. Depois de ganhar o Globo de Ouro e o prêmio do Sindicato de Atores pela interpretação em "The Blind Side" ("Um Sonho Possível"), a estrela de 45 anos é tida como favorita ao Oscar de Melhor Atriz no domingo, a menos que Meryl Streep roube a cena, em uma categoria na qual também concorrem Helen Mirren, Carey Mulligan e Gabourey Sidibe.

Menos de 24 horas antes do Oscar, Bullock também é a favorita para triunfar como a pior atriz no Framboesa de Ouro, os 'Razzie', o prêmio anti-Oscar, para o qual a comediante foi indicada quatro vezes desde 1993. Ao contrário de outras ganhadoras dos Razzies - que fogem da cerimônia que honra "o pior do pior de Hollywood", - Bullock prometeu que assistirá a cerimônia no sábado. "É exatamente o que deveria ocorrer, porque é um grande nivelador", opinou Bullock no mês passado. "Se você não aparece em alguma coisa como os Razzies então você é um pouco hipócrita. Você não pode aparecer apenas para as coisas boas", disse. Para a mulher que levou mais de 20 anos de carreira para conquistar a primeira indicação ao Oscar, não custou muito acumular candidaturas aos Razzies. Em 1993 ela foi indicada como a pior atriz coadjuvante pelo filme futurista "Demolition Man" (O Demolidor) com Sylvester Stallone, e em 1997 voltou a ser indicada por "Speed 2: Cruise Control" (Velocidade Máxima 2), desta vez junto com Jason Patric. Apesar das indicações, Bullock nunca ganhou o Framboesa de Ouro. Mas este ano, com um papel na comédia romântica "All About Steve" (Maluca Paixão), é sem dúvida uma das grandes favoritas. Sandra Bullock ficou conhecida por filmes de ação ou papéis em comédias onde interpreta mulheres ingênuas e simpáticas, e em 2009 se tornou uma das atrizes capazes de atrair mais público aos cinemas: mais de 440 milhões de dólares foi o valor arrecadado com "The proposal" (A Proposta) e "The Blind Side" (Um Sonho Possível). Em "All About Steve", Bullock foi produtora e protagonista junto com Thomas Haden Church e Bradley Cooper. O filme arrecadou 34 milhões de dólares na América do Norte, mas foi massacrado pela crítica. Uma das críticas menos ácidas dizia que "tudo podia melhorar no filme, modificando-se o roteirista, os personagens e a história". Se Bullock cumprir a promessa e assistir a premiação para receber o Framboesa de Ouro, seguirá os passos de Halle Berry, vencedora em 2005 por "Catwoman" (Mulher-Gato). A capacidade de Bullock de rir de si mesma não é a única razão para vencer Meryl Streep no Oscar de domingo. Para alguns especialistas em premiações, Bullock merece ser reconhecida neste ano por seus triunfos profissionais em 2009, quando emplacou dois filmes muito rentáveis para Hollywood. "Isto lembra muito bem que o Oscar nem sempre recompensa o melhor filme ou a melhor atuação do ano. Às vezes, se trata de quem deu o passo, a mudança. E o sentimento é que Sandra deu esse passo", disse o especialista em premiações de Hollywood Tom O'Neil. "Eu me sinto mais confortável com as críticas que com as bajualções. Os Razzies são uma grande honra", disse Bullock há poucas semanas. É precisamente este tom franco, pouco comum em Hollywood, que pode lhe dar um Oscar no dia seguinte ao Framboesa de Ouro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade