Publicidade

Correio Braziliense CINEMA

Documentário brasileiro é premiado em Toulouse


postado em 25/03/2010 17:27 / atualizado em 25/03/2010 18:39

Filme Quebradeiras também foi premiado no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro no ano passado: melhor direção e som(foto: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press )
Filme Quebradeiras também foi premiado no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro no ano passado: melhor direção e som (foto: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press )
Toulouse - O documentário brasileiro Quebradeiras, sobre as mulheres que quebram coco na Amazônia brasileira, foi premiado nesta quinta-feira (25/3) nos Encontros de Cinemas da América Latina, em Toulouse, celebrado na cidade do sul da França até 28 de março. O filme, dirigido pelo cineasta Evaldo Mocarzel, competiu com outros dois documentários brasileiros: Um Lugar ao Sol, de Gabriel Mascaro, sobre as elites sociais que vivem nos grandes prédios com vista para o mar no Rio de Janeiro; e Dzi Croquettes, de Tatiana Issa e Raphael Alvarez, filme que presta homenagem ao irreverente grupo teatral dos anos 1970. Também concorreram na categoria documentários Flores en el Desierto, sobre a cultura "huichol", do mexicano José Alvarez, e Pecados de mi padre, de Nicolás Entel, que conta a história pessoal do filho do traficante de drogas Pablo Escobar. Vienen por el oro, vienen por todo, uma co-produção chileno-argentina de Chiristián Harbaruk e Pablo d'Alo Alba, também disputou o prêmio de melhor documentário do Festival de Toulouse. Os Encontros do Cinema Latino-americano, abertos no fim de semana passado, com Estômago, do brasileiro Marcos Jorge, se encerrarão no sábado com o filme argentino El secreto de sus ojos, dirigido por Juan José Campanella e protagonizado por Ricardo Darín e Soledad Villamil. O longa ganhou Oscar de melhor filme estrangeiro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade