Publicidade

Estado de Minas

Sucessos antigos do Backstreet Boys agitaram cinco mil fãs no Nilson Nelson


postado em 20/02/2011 22:50 / atualizado em 20/02/2011 23:18

(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press )
(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press )


Se fosse em 1995, é possível que o show dos Backstreet Boys tivessem enchido o ginásio Nilson Nelson até a capacidade máxima. No entanto, a apresentação de hoje do quarteto pop de Orlando conseguiu atrair apenas 5 mil fãs para o show de Brasília da turnê This is us que segue para Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo.

Brian Litrell, Nick Carter, Howie Dorough e AJ McLean subiram ao palco pontualmente às 20h. Eles surpreenderam o público saindo de detrás de uma enorme persiana branca. Ela seria o único elemento cênico do show e foi usada incansavelmente como tela de projeção de trechos de clipes.

Como era previsível, o agora quarteto (Kevin Richardson deixou a banda antes da turnê) abriu a performance com o primeiro sucesso do grupo, a música Everybody. Em meio a várias trocas de figurino, seguiram execuções de velhos hits como The call, Number 1 e As long as you love me. O público respondia com histeria apesar do vazio na área VIP e também na pista.

As novas canções do álbum This is us quase não surtiram efeito numa audiência de trintões mais ligados a nostalgia do Backstreet Boys de 16 anos atrás. Era aniversário de Litrell e ele ganhou um Parabéns pra você, em coro.

Além disso, alguns problemas técnicos atrapalharam a performance. Um garotinho loiro tentou anunciar a chegada da banda logo no início da apresentação. Mas, o microfone não funcionou e as palavras do menino ficaram inaudíveis. O telão também deixou de funcionar em alguns momentos da apresentação. Na saída pacífica da apresentação de quase duas horas, grupos de amigos continuavam cantando em coro. Pareciam felizes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade