Publicidade

Estado de Minas

Festival Mundano reúne 20 bandas em dois dias de shows na Praça das Fontes

O grupo norte-americano Bad Religion fecha a programação de hoje


postado em 14/10/2011 08:41

Peso, velocidade, melodia e discurso engajado são os ingredientes que fazem do Bad Religion um dos nomes mais festejados da cena californiana(foto: Epitahph Records/Divulgação )
Peso, velocidade, melodia e discurso engajado são os ingredientes que fazem do Bad Religion um dos nomes mais festejados da cena californiana (foto: Epitahph Records/Divulgação )
 

Desde 1996, quando tocou pela primeira vez no Brasil, a banda americana Bad Religion — ícone do punk rock californiano — tem visitado o país com frequência, passando por várias cidades. Brasília, no entanto, sempre esteve fora da rota. Até hoje. O grupo será o carro-chefe de um evento que, já na primeira edição, surge grande. Hoje e amanhã, o 1º Festival Mundano ocupará a Praça das Fontes, no Parque da Cidade, com dois palcos-túneis por onde se revezarão 20 bandas, e uma tenda, que será ocupada por DJs. Todos os shows têm entrada franca.

O festival leva o nome da produtora que o organiza, empresa de Giuliano Manfredini. “Nossos eventos envolvem música porque é a grande paixão dos sócios. Mas nada impede de ampliarmos nossa área de atuação futuramente”, comenta Giuliano, 22 anos. Trabalham com ele os músicos e produtores Bianca Martim e André Morale, ambos integrantes da banda Rebel Shot Party.

“Acompanho a carreira do Bad Religion há pelo menos 13 anos. Produzir e tocar no mesmo evento que eles aumenta as responsabilidades, mas é ainda mais gratificante”, garante Morale, 28 anos. “Tocaremos no mesmo festival não só do Bad Religion, mas de bandas pequenas, médias e grandes que sempre fizeram bons shows, como Zumbis do Espaço e Garage Fuzz. É essa diversidade que torna o festival interessante para o público”, opina Bianca, 33.

A programação de hoje, encerrada com show do Bad Religion, é mais diversificada, passa por vários estilos. Amanhã, punk e hardcore, em variadas vertentes, dominam a cena, e quem fecha a noite é a banda paulistana Inocentes, que está comemorando 30 anos de atividade. Além do Bad Religion, o festival contará com duas atrações estrangeiras, a uruguaia Motosierra e a italiana Clan Bastardo.

De graça

Originalmente, o Festival Mundano seria realizado no Arena Futebol Clube e custaria R$ 20 (por dia). A entrada de mais um patrocinador no evento ajudou a torná-lo gratuito e localizado em endereço mais central. Quem já tinha comprado ingresso e não solicitou o dinheiro de volta, poderá usar o bilhete para ter acesso a uma área especial próxima ao palco e garantir uma cópia do CD coletânea do festival.

E por falar em coletânea, as primeiras mil pessoas que chegarem ao festival, hoje e amanhã, receberão de brinde o disco, que apresenta duas músicas das 12 bandas brasilienses participantes. Mais do que um mimo para o público, o CD funciona como um eficiente registro de parte da produção roqueira da cidade, com um cardápio musical que tem punk rock (Dissonicos, Gramofocas, Rebel Shot Party), hardcore (DFC, Galinha Preta, Terror Revolucionário) e rock alternativo (Cassino Supernova, Darshan, Electro Domesticks, Suíte Super Luxo, Tiro Williams e Vitrine).

Programe-se


Hoje
Bad Religion (EUA)
Gramofocas
Dissonicos
Rebel Shot Party
Cassino Supernova
Tiro Williams
Electro Domesticks
Vitrine
Suíte Super Luxo
Darshan

+ DJs Marcos Motosierra (Uruguai), Gonzalo Insonia, Nakagawa, Ruiz Lopes & Paula Saad


Amanhã

Inocentes (SP)
Motosierra (Uruguai)
Galinha Preta
Zumbis do Espaço (SP)
Clan Bastardo (Itália)
DFC
Garage Fuzz (SP)
Hellsakura (SP)
Terror Revolucionário
Girlie Hell (GO)

+ DJs Erick Elysio, Mrs. Violet, Montana, Gustavo Bill e Lutii


1º Festival Mundano
Hoje e amanhã, às 20h, na Praça das Fontes (Parque da Cidade). Acesso livre. Não recomendado para menores de 16 anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade