Publicidade

Estado de Minas

Confira Poesias de Eudoro Augusto


postado em 14/12/2011 00:01

Não precisa

 

 Não precisa me acordar

Eu acordo sozinho.

Primeiro olho o mundo torto

depois me enrosco na manhã da manhã.



Vidrado


Se você vem pra me falar

de coisas como a vacina preventiva

ou o dever e a dívida

pode esquecer o severo discurso

minha querida

atenuar as sobrancelhas franzidas.

Sou vidrado na vida.



Natureza morta


A noite cai de mãos crispadas.

Chove muito

os cigarros acabaram

e o táxi não chega.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade