Publicidade

Estado de Minas

Tecnologias da culinária facilitam a produção de ovos de Páscoa caseiros

Tecnologias modernas, como as formas de silicone e os fornos de micro-ondas, tornaram a fabricação de ovos de Páscoa mais simples. Especialistas dão dicas para fazer as guloseimas em casa, mas avisam que, além de criatividade, é preciso uma dose de paciência


postado em 31/03/2012 09:49 / atualizado em 01/04/2012 10:16

(foto: Gustavo Moreno/CB/DA.Press)
(foto: Gustavo Moreno/CB/DA.Press)

Na Páscoa, o chocolate reina absoluto. As prateleiras de lojas e supermercados ficam repletas de ovos, alguns com recheio trufado ou com brinquedo de brinde, outros temáticos e o que mais puder ser usado para tornar a iguaria mais atraente. Para quem quiser fugir do tradicional, e ainda economizar um bom dinheiro, a fabricação de doces caseiros pode ser uma boa alternativa. Com um pouco de paciência e criatividade, basta arregaçar as mangas e se arriscar no preparo do ovo de chocolate. A brincadeira, além de divertida, é saborosa e muito mais barata.

A tradição dos ovos de Páscoa começou com os judeus, que tinham o ovo de galinha como um símbolo de nova vida, assim como em costumes pagãos, em que o alimento serve de metáfora para a união do céu e da terra, unidos pelas duas metades do ovo. A tradição de decorar os ovos chegou à Europa na Idade Média com os cruzados. Esse era um costume comum também entre egípcios, persas, fenícios, gregos e romanos, que pintavam ovos e ofereciam de presentes nos festivais. No século 17, o papa Paulo V abençoou um ovo para ser usado na Inglaterra, na Escócia e na Irlanda. Já a tradição de fazer os ovos com chocolate foi inventada pelos confeiteiros franceses.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade