Publicidade

Estado de Minas

Dablio Moreira, ator de Dois filhos de Francisco, lança o primeiro CD


postado em 01/11/2012 08:28 / atualizado em 01/11/2012 08:45

(foto: Thomas Susemihi/Divulgação)
(foto: Thomas Susemihi/Divulgação)
O Brasil o conheceu, em 2005, quando interpretou o cantor Zezé Di Camargo, no filme Dois filhos de Francisco. No primeiro momento de sucesso nacional, o cantor Dablio Moreira chegou a participar de duas novelas da TV Record, Bicho do mato, de 2006 e Chamas da vida, de 2008. Agora, ele volta a se dedicar a carreira musical e divulga o primeiro CD, Se quer a verdade, gravado pela Universal Music, e que irá se transformar em DVD, em dezembro. “Na verdade, eu nunca havia pensado em atuar, foi algo inesperado, mas cantar sempre foi meu sonho, meu grande desejo. Este CD é a realização concreta desse sonho”, conta Dablio. Que aproveita a onda do sertanejo universitário para se firmar. “Minhas influências são os sertanejos de raiz, mas a música passou por uma revolução, ficou mais pop, mais vendável. Meu CD é totalmente animado, bem na onda jovem mesmo”, explica Dablio.

Das 15 faixas do álbum, três são assinadas pelo cantor, Me beija agora, Por que não diz pra mim? e Vou abrir o jogo. “Eu não sou de compor muito, mas aproveito alguns momentos de inspiração. Acredito que nosso país tem uma quantidade enorme de compositores maravilhosos e que merecem oportunidade”, afirma. Produzido por Dudu Borges, e gravado ao vivo no estúdio o álbum traz a participação de Michel Teló, na canção que dá nome ao CD, Se quer saber a verdade e que possui quase dois milhões de acessos no YouTube. “Eu admiro o Michel desde o grupo Tradição, mas não o conhecia pessoalmente. Ele aceitou participar na mesma hora, gravou com muita vontade e cantou apaixonado. Com certeza, abriu-se uma porta para uma parceria valiosa”, acredita o artista goiano.

Leia mais notícias em Diversão & Arte

Assista abaixo aos vídeos das músicas Coca-Cola e Guaraná e Se quer saber a verdade

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade