Publicidade

Estado de Minas

Antologias chegam às livrarias com a proposta de reunir autores diferentes


postado em 24/12/2012 07:39

Literatura agrupada em temáticas pode ser um artifício para fisgar a atenção de jovens leitores nem sempre assíduos ou dedicados. Afinal, se o amor na pena de Lygia Fagundes Telles, Machado de Assis e Vinicius de Moraes é saboroso, por que não alinhavá-lo na mesma lombada? O fantástico de Murilo Rubião e Moacyr Scliar pode até ter origem diferente, mas há uma clima capaz de manter os autores unidos. E escrever sobre animais não foi privilégio de Guy de Maupassant, dos irmãos Grimm ou de Lima Barreto, mas eles o fizeram, e muito bem. Com experiência de mercado e um catálogo valioso de mais de 3 mil títulos, a Companhia das Letras percebeu que podia reciclar esses autores e agrupá-los em livrinhos temáticos destinados ao público jovem.

As primeiras antologias da coleção Boa Companhia chegam às livrarias com a proposta de reunir, sob o mesmo guarda-chuva, autores muito diferentes em épocas e estilos, mas que, em algum momento, trataram de temas semelhantes. O resultado é divertido e pode funcionar como isca na criação do hábito de leitura. É, também, uma maneira de a editora colher lucro com um velho catálogo. “Temos muitos autores consagrados, recebemos recentemente toda a obra do Jorge Amado, toda a obra da Lygia Fagundes Telles, veio o (Carlos) Drummond e a gente queria aproveitar esses autores todos para criar novos livros”, conta a editora Mariana Mendes, coordenadora da coleção.

(foto: Companhia das Letras/Divulgação)
(foto: Companhia das Letras/Divulgação)

No restaurante submarino
Companhia das Letras, 108 páginas. R$ 24,50.


(foto: Companhia das Letras/Divulgação)
(foto: Companhia das Letras/Divulgação)

O casamento da Lua
Companhia das Letras, 128 páginas. R$ 24,50.


(foto: Companhia das Letras/Divulgação)
(foto: Companhia das Letras/Divulgação)

A linguagem dos animais
Companhia das Letras, 128 páginas. R$ 24,50.


(foto: Companhia das Letras/Divulgação)
(foto: Companhia das Letras/Divulgação)

Verso livre
Companhia das Letras, 124 páginas. R$ 24,50.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade