Publicidade

Correio Braziliense

Após vitória na principal categoria do SAG, Argo ganha força para o Oscar

Os filiados ao Sindicado dos intérpretes formam a maioria dos votantes do Oscar e, portanto, o SAG serve como medidor de popularidade dos indicados


postado em 29/01/2013 08:19 / atualizado em 29/01/2013 10:31

Em Argo, o drama dos americanos retirados da Embaixada do Irã(foto: Warner Bros/Divulgação )
Em Argo, o drama dos americanos retirados da Embaixada do Irã (foto: Warner Bros/Divulgação )

Uma reviravolta digna de um roteiro hollywoodiano começou a ser escrita na noite de domingo. A vitória de Argo na categoria principal do Screen Actors Guild Awards (SAGs), premiação feita pelo Sindicato dos Atores de Hollywood, fez com que os palpites para o Oscar 2013 fossem reconsiderados. O thriller dirigido, produzido e estrelado pelo ator Ben Affleck agora carrega a pecha de favorito ao troféu principal da premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood. “A conquista não tem nada a ver comigo, tem a ver com as pessoas que estão comigo aqui no palco, esses atores maravilhosos e empenhados”, agradeceu o diretor, com admirável simplicidade, na noite de ontem, ao receber o troféu de ator de melhor elenco.

A surpresa é maior se considerado que a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood esnobou a indicação de Ben Affleck à direção neste ano, indicando Steven Spilberg (Lincoln), Michael Haneke (Amor), Benh Zeitlin (Indomável sonhadora), Ang Lee (As aventuras de Pi) e David O. Russell (O lado bom da vida). Os filiados ao Sindicado dos intérpretes formam a maioria dos votantes do Oscar e, portanto, o SAG serve como medidor de popularidade dos indicados.

Leia mais notícias em Diversão & Arte

Assista ao trailer do filme Argo:

 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade