Publicidade

Correio Braziliense

Wagner Moura promove novo filme nacional estrelado por ele, A busca

O longa-metragem chega aos cinemas em 15 de março


postado em 04/03/2013 14:17 / atualizado em 04/03/2013 14:56

O ator interpreta ao lado de Mariana Lima um casal em crise, cujo o filho desaparece(foto: Reprodução/Internet)
O ator interpreta ao lado de Mariana Lima um casal em crise, cujo o filho desaparece (foto: Reprodução/Internet)

São Paulo - O ator Wagner Moura deu um tempo nas gravações de filmes e especiais para televisão para promover o novo filme brasileiro estrelado por ele, A busca. Produzido pela O2 filmes, o primeiro longa-metragem de ficção dirigido por Luciano Moura é um roadmovie sentimental, narrando a trajetória de um casal em crise, interpretado por Moura e pela atriz Mariana Lima, cujo filho de 15 anos desaparece durante o processo de divórcio do casal.

O cinema de estrada percorrida a bordo de uma Tucson foi uma das últimas produções financiadas pelo Polo de Cinema de Paulínea, interior de São Paulo, guarda pretensões bem modestas. Não há a busca pela representação de um Brasil interiorano mas a narrativa de um história pessoal, centrada em um núcleo familiar de classe média apenas. Um dos produtores mais bem sucedidos do Brasil registrando a marca de 12 milhões de espectadores de Tropa de elite 2 (filme que Moura estrelou e produziu), o intérprete baiano “O fato de A busca ter levado o prêmio de público no Festival do Rio do ano passado me deixa muito tranquilo. Esse filme não se enquadra em um gênero apenas e a gente precisa, no Brasil, tentar se aproximar das plateias, ainda estamos engatinhando nesse sentido. Gosto do exemplo de O palhaço. Acho que o filme fez aquele sucesso todo por comunicar com muitas pessoas. Espero que esse filme encontre o público do tamanho dele”, projetou Moura, sem entregar números de espectativa de público. O título será lançado com 180 cópias. Número bem abaixo das 700 salas de De pernas pro ar 2, de Roberto Santucci e bem acima do pernambucano O som ao redor, de Kleber Mendonça Filho, lançado em dezenas de espaços apenas. Portanto, A busca deverá ter um lançamento apenas médio.

Leia mais notícias em Diversão & Arte

O roteiro escrito em parceria entre o diretor e a roteirista Elena Soares tenta operar como um thriller dramátio em que as obstruções da procura de um pai pelo filho adolescente que deixou a casa voluntariamente impõe uma jornada de mudança para ambos. “É a filosofia do Procurando Nemo”, classificou o protagonista , o ator Wagner Moura, que está em pelo menos 90% da projeção desacompanhado da família da ficção. “O que eu acho mais bonito nesse roteiro é que ele descobre quem é o filho por meio da ausência do rapaz. Isso me chamou muita atenção no projeto”, confessou. A atriz Mariana Lima, que faz a personagem Branca, mãe do rapaz, não se sentiu exatamente desconfortável no papel. “Eu sempre faço personagens com forte carga dramática. Mas no caso o mais difícil foi me colocar na situação desta mulher tão próxima de mim, eu também sou mãe, e ao mesmo tempo tão diferente”, comparou.

O papel do filho do casal em crise marca a estreia no cinema do filho do cantor Arnaldo Antunes, Brás Moreau Antunes. O adolescente foi escolhido entre vários candidatos e garante não ter havido a influência do pai rockeiro na escolha. “Coincidentemente, o filme é sobre um pai em busca do filho mas não usei a influência do meu próprio pai na construção do personagem”, salientou o novo ator. Brás demonstrou ter outras aptidões artísticas, assinando a coautoria, ao lado do pai compositor, da canção incluída na trilha sonora do filme, Olha pra mim. A busca tem previsão de estreia para 15 de março.

 

Confira o trailer do filme

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade