Publicidade

Correio Braziliense

Culinária suíça não se resume ao fondue, prato apreciado nas noites frias

A cozinha do país é um verdadeiro mosaico, com influências alemãs, francesas, italianas e austríacas. Chef de Valais está de passagem por Brasília


postado em 23/03/2013 10:13

(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)
(foto: Breno Fortes/CB/D.A Press)


Transformar a comida em arte é uma das principais características da gastronomia da Suíça. A sofisticação e a criatividade são presentes na culinária do país europeu, que, com ingredientes luxuosos, encanta pela apresentação dos pratos e pelo aroma dos alimentos. O sabor agrada os comensais em razão da harmonia dos produtos utilizados em um verdadeiro mosaico gastronômico — resultado da influência de países vizinhos como França, Alemanha, Áustria e Itália —, sem deixar de lado os produtos tradicionais dos Alpes.

Engana-se quem acha que a comida suíça se resume a fondue e chocolate. Embora a fondue seja famosa pela mistura de queijos gruyère e emmental, e o chocolate, apreciado pelo leite de qualidade, ainda que o cacau seja importado de outros países, como o Brasil, a cozinha alpina se destaca por acompanhamentos diversificados.

É o que explica o chef Christophe Besse, que comanda, em São Paulo, o restaurante All Seasons. “As comidas suíças têm diferentes inspirações, dependendo da região. Em alguns lugares, são mais presentes os pratos típicos da Alemanha, como o chucrute, que leva como ingrediente principal o repolho e pode ser acompanhado de salsichas. Outras regiões têm apelo para os queijos, em razão da herança francesa. Há, também, locais em que morangos, damascos e amêndoas são mais presentes, o que permite fazer receitas criativas com os alimentos.”

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade