Publicidade

Estado de Minas

Incidente de trânsito foi ponto de partida do livro "Memória da pedra"

A obra de autoria de Mauricio Lyrio é lançada hoje na Livraria Cultura do Casa Park


postado em 07/05/2013 08:42

Lyrio inscreveu o livro no Prêmio Sesc de Literatura e ganhou(foto: Arquivo Pessoal)
Lyrio inscreveu o livro no Prêmio Sesc de Literatura e ganhou (foto: Arquivo Pessoal)

Mauricio Lyrio partiu do afeto e da contemplação para criar a história de um professor de filosofia em busca de verdades após anos conformado com mentiras. A perda precoce do pai e uma cena presenciada em um sinal de trânsito no Rio de Janeiro motivaram a escrita de Memória da pedra, cuja primeira versão ficou pronta em 2007. Três anos depois, Lyrio inscreveu o livro no Prêmio Sesc de Literatura e ganhou. O autor lança o livro nesta terça-feira (7/5) na Livraria Cultura do Casa Park.

Leia mais notícias em Diversão & Arte


Na história de Lyrio, Eduardo é um professor de filosofia pouco engajado política e socialmente, um homem inteligente afundado em dores que remontam à infância. Eduardo perdeu os pais em um acidente de carro quando era criança e nunca soube o que realmente aconteceu. Anos depois, encontrou uma radiografia do pulmão do pai e decidiu buscar a verdade. O acidente pode não ter sido acidental. O personagem se torna amigo do médico procurado para ajudá-lo, assim como de sua mulher, Marina. Com a própria namorada, Laura, Eduardo passa a viver uma amizade a quatro bastante intensa.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade