Publicidade

Estado de Minas

Escola de Escândalo, sucesso nos anos 1980, lança 1º álbum em show

Apresentação é pelo projeto Cult 22 On Tour %u2014 Festas Itinerantes


postado em 01/06/2013 12:30

Marielle, Alexandre, Geraldo e Helder: rock visceral(foto: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press)
Marielle, Alexandre, Geraldo e Helder: rock visceral (foto: Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press)
Depois de Legião Urbana, Capital Inicial e Plebe Rude, a Escola de Escândalo, mesmo sem ter lançado nenhum disco, tornou-se a banda mais cultuada do Rock Brasília. Trinta anos depois, a Escola está de volta, com dois integrantes da formação original: o baixista Geraldo (Gerusa) Ribeiro e a vocalista Marielle Loyola. Aos dois se juntaram o guitarrista Alexandre Parente e o baterista Helder Bonfim, ambos ex-integrantes da Fallen Angel. Para marcar o retorno, a banda — finalmente — vai lançar o primeiro álbum, que sai pelo selo goiano Monstro Records, com previsão para chegar ao mercado entre o fim de junho e o começo de julho.

Hoje, em show pelo projeto Cult 22 On Tour — Festas Itinerantes, o grupo fará uma prévia desse trabalho, no Salada Cultural Bistrô, na 716 Norte. “Vamos tocar as nove músicas do CD, para o público ter contato com o som que estamos fazendo: um mix de punk rock e metal, com uma guitarra forte e um ritmo de rock visceral”, anuncia Gerusa.

O baixista, que há algum tempo vem dividindo as funções de produtor musical e de técnico em áudio da Câmara dos Deputados, mostra-se entusiasmado. “A ideia começou a ser germinada aos poucos, mas o embrião foi o convite que recebemos para participar do Porão do Rock, em novembro de 2009”, conta.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade