Publicidade

Estado de Minas

Artistas tomam conta das ruas e becos do Mercado Sul em Taguatinga

Eles revitalizaram o local que por muitos anos ficou abandonado


postado em 06/08/2013 09:28

A presença do teatro transformou o Mercado Sul em uma referência da cultura: ritmo de mutirão, com encontros, debates e outras atrações(foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)
A presença do teatro transformou o Mercado Sul em uma referência da cultura: ritmo de mutirão, com encontros, debates e outras atrações (foto: Bruno Peres/CB/D.A Press)

Se a primeira impressão é a que fica, quem vai ao beco dos artistas do Mercado Sul sai de lá encantado. O colorido das fachadas das casas é único em Taguatinga. Lembra aquelas ruas pacatas de cidade do interior. Música soa pelo lugar durante o dia todo. Entre um trabalho e outro, é possível ver quem faz parte dali arrastar o pé com a melodia. O tempo passa lentamente na rotina desse lugar.

O Invenção Brasileira existe desde 1987, mas o espaço no Mercado Sul tem apenas oito anos. No início, as ruas estreitas eram cercadas por lojas comerciais. Hoje, os artistas tomaram conta do lugar e revitalizaram o local que por muitos anos ficou abandonado. Para Chico Simões, coordenador do espaço de convivência cultural Invenção Brasileira e do festival, o beco é uma grande família cultural.

Leia mais notícias em Diversão & Arte

Mestre Dico é pioneiro na confecção de instrumentos musicais do Distrito Federal. Já são 70 anos moldando a madeira para dar vida ao som. Tem 20 anos de Mercado Sul e confessa: “Com a vinda do Chico Simões para cá e de tanta gente boa, isso aqui ficou uma maravilha.” As portas estão sempre abertas, é um convite para amigos que passam na rua pararem para ver como anda o trabalho.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade