Publicidade

Estado de Minas

Vertente dentro do arrocha e do sertanejo, sofrência ganha adeptos no DF

O estilo musical, que se tornou conhecido graças ao cantor Pablo, também tem vez em Brasília


postado em 18/12/2014 08:00

O cantor Pablo é considerado o pioneiro do estilo musical(foto: Osmar Gama/Divulgação - 12/4/13 )
O cantor Pablo é considerado o pioneiro do estilo musical (foto: Osmar Gama/Divulgação - 12/4/13 )

No início deste ano, quando o cantor Pablo ficou famoso em todo o Brasil por conta do hit Fui fiel, uma música de bastante sucesso no Nordeste, talvez ele mesmo não imaginasse que fosse criar outro gênero que vem dando o que falar: a sofrência. O estilo, que pode ser considerado uma vertente do arrocha, do sertanejo e até do brega, ganhou adeptos em todo o país e agora embala até as noites brasilienses.

Mas... O que é a sofrência? A origem do termo é incerta. No entanto, a palavra nada mais é do que uma nova nomenclatura para chamar o que antes era conhecido como dor de cotovelo. No mundo da música, ela denomina as canções que tratam de um amor não correspondido ou uma decepção amorosa.

O baiano Pablo, natural da Candeias, tornou-se o rei da sofrência. Ele mesmo não sabe dizer como isso aconteceu. “Está em alta, né? O arrocha acabou virando a sofrência. Minhas canções falam daquele amor partido e as pessoas que amam e sofrem por amor se identificam. Aí ficam naquela sofrência (risos)”, afirma o cantor em entrevista ao Correio.

Disseminação

Brasília é uma das cidades que abraçaram a sofrência e tem até projeto dedicado ao novo estilo: a Quarta da Sofrência, no Santa Fé (Águas Claras). Comandada pelo sertanejo Danilo Lira, a balada surgiu após os primeiros indícios de que o ritmo estava em alta.

“Criamos o projeto, mas a gente não esperava que fosse ter essa repercussão. Antes mesmo da festa, eu já estava me dedicando às músicas do estilo, essas de dor de cotovelo. Como está na moda, resolvemos fazer um show só para isso”, explica Lira. No repertório da balada, o cantor diz que não podem faltar as músicas de Pablo, porém, os antigos modões do sertanejo também se encaixam bem no projeto.

Onde ouvir

Quarta da Sofrência
Toda quarta-feira, às 20h, no Santa Fé Bar (Águas Claras). Com Danilo Lira e convidados. A entrada é franca para as mulheres até as 22h30. O valor do ingressos para os homens não foi informado. Não recomendado para menores de 18 anos.

Noite da Sofrência
Em 8 de janeiro, às 22h30, na Villa Mix (Vila Planalto). Com show do cantor Pablo. Ingressos a R$ 50 (mulheres) e R$ 70 (homens), para a pista, e R$ 70 (mulheres) e R$ 100 (homens), para o camarote. Valores de meia-entrada e primeiro lote. Não recomendado para menores de 18 anos.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade