Publicidade

Estado de Minas

O fundador da banda alemã Tangerine Dream, Edgar Froese, morre aos 70 anos

Artista pioneiro da música eletrônica, Froese tinha embolia pulmonar


postado em 24/01/2015 13:33 / atualizado em 26/01/2015 15:06

Edgar Froese, uma das figuras mais influentes da música alemã, morreu na última terça-feira, aos 70 anos, vítima de complicações de uma embolia pulmonar. O anúncio foi feito ontem à noite no Facebook da Tangerine Dream, banda fundada por Froese que se tornou uma das mais importantes do rock progressivo eletrônico.



Nascido em Berlim, Froese formou, em 1967, a Tangerine Dream, que lançou mais de 100 álbuns e compôs a trilha sonora de dezenas de filmes, entre eles A lenda (1985), Negócio arriscado (1983) e A fortaleza infernal (1983).

Ao lado dos conterrâneos Kraftwerk e Can, o grupo foi um dos expoentes da cena conhecida como Krautrock, atribuída a artistas experimentais da Alemanha no começo dos anos 1970, quando Froese passou a experimentar novas técnicas eletrônicas. Foi a partir desse período que a Tangerine Dream atingiu o seu auge, lançando os aclamados discos Atem (1973) e Phaedra (1974).

Em junho do ano passado, a banda lançou um novo álbum de estúdio, Chandra – The Phantom Ferry Part II.

Jerome, filho de Froese, fez o seguinte anúncio: “Caros amigos e colegas, o capitão deixou o navio... Sinto muito informar que meu pai Edgar Froese faleceu na terça-feira à tarde (20 de janeiro), em Viena. E, como todos sabem, a vida não se repete. Descanse em paz Edgar, você fará falta”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade