Publicidade

Estado de Minas

Morre, aos 89 anos, a atriz brasileira Maria Della Costa

A artista foi um dos grandes nomes da modernização do teatro brasileiro


postado em 24/01/2015 20:53 / atualizado em 24/01/2015 21:07

Maria Della Costa teve uma carreira extensa no teatro(foto: Google/Reprodução)
Maria Della Costa teve uma carreira extensa no teatro (foto: Google/Reprodução)

No início da noite de sábado (24/1) foi anunciada a morte da atriz brasileira Maria Della Costa, 89 anos, por efisema pulmonar. O velório será no domingo (25) no Teatro Municipal, do Rio de Janeiro. A intérprete foi um dos grandes nomes da modernização do teatro brasileiro no século 20, trabalhando em adaptações de textos de Nelson Rodrigues e dramaturgos estrangeiros.

Com o marido, o ator Sandro Polloni, ela fundou a companhia Teatro Popular de Arte, juntos com o Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) e o Teatro de Arena de São Paulo, as companhias revolucionaram o fazer teatral do Brasil. A primeira montagem articulada com essas mudanças foi Anjo negro, de autoria de Rodrigues, encenada por Maria e por Polloni.

Em 1954, o casal inaugurou Teatro Maria Della Costa, projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer e localizado na capital de São Paulo. Durante uma turnê internacional da companhia, a brasileira conheceu o escritor Arthur Miller que cedeu os direitos de adaptação do texto de Depois da queda.

A montagem, dirigida por Flávio Rangel, estreou em 1964 e é considerado um marco. Apesar da ligação com as artes cênicas, Della Costa trabalhou no cinema e na televisão até os anos 1990. Sua primeira novela foi Beto Rockefeller (1969), produzida pela TV Tupi, onde interpretou Maitê. Na tela grande, atuou em filmes Luiz de Barros e da Maristela Filmes.

Apesar da longa carreira de sucesso, Maria havia se afastado do meio artístico para cuidar de um hotel e uma pousada na cidade litorânea de Paraty. Em 2002, recebeu a Ordem do Mérito Cultural, cedido pelo Ministério da Cultura (Minc).

CARREIRA


TEATRO


Típico Romântico (1992)
Temos Que Refazer a Casa (1988)
Alice, Que Delícia (1986)
Motel Paradiso (1982)
Tome Conta de Amélia (1974)
Bodas de Sangue (1973)
Tudo no Jardim (1968)
Abra a Janela e Deixa Entrar o Ar Puro e o Sol da Manhã (1968)
Homens de Papel (1967)
Depois da Queda (1964)
Pindura Saia (1963)
Armadilha Para um Homem Só (1962)
O Marido Vai à Caça (1962)
Society em Baby Doll (1960)
Gimba (1959)
A Alma Boa de Set-Suan (1958)
Moral em Concordata (1956)
A Rosa Tatuada (1956)
A Casa de Bernarda Alba (1956)
A Mirandolina (1955)
Com a Pulga Atrás da Orelha (1955)
O Canto da Cotovia (1954)
Manequim (1952)
Ralé (1951)

TELEVISÃO


1990 – Brasileiras e Brasileiros
1982 – Sétimo Sentido .... Juliana
1978 – Te contei? .... Ana Paula
1976 – Estúpido Cupido .... Olga
1970 – As Bruxas .... Teresa
1969 – Beto Rockfeller .... Maitê

CINEMA


O cavalo 13 (1946)
O malandro e a grã-fina (1947)
Inocência (1949)
Caminhos do Sul (1949)
Moral em Concordata (1959)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade