Publicidade

Estado de Minas

'I love Paraisópolis' terá Caio Castro, Bruna Marquezine e Tatá Werneck

A trama, de Alcides Nogueira e Mário Teixeira, será ambientada em São Paulo, mas teve cenas rodadas em Nova York


postado em 15/04/2015 10:53

Elenco, encabeçado por Caio Castro, Tatá Werneck e Bruna Marquezine, apresenta nova novelas da 19h(foto: Rede Globo/Estevam Avellar)
Elenco, encabeçado por Caio Castro, Tatá Werneck e Bruna Marquezine, apresenta nova novelas da 19h (foto: Rede Globo/Estevam Avellar)

Rio de Janeiro -
I love Paraisópolis será mais uma trama ambientada em São Paulo. A próxima novela da faixa das 19h, de Alcides Nogueira e Mário Teixeira, vai explorar a dicotomia entre comunidade e bairro nobre a partir de Paraisópolis e Morumbi. Com estreia agendada para 11 de maio, a trama traz Bruna Marquezine como protagonista, Tatá Werneck, como coprotagonista, Caio Castro, como líder de comunidade, e Letícia Spiller, como uma vilã meio cômica.

Bruna e Tatá interpretam as amigas e irmãs de consideração Mari e Danda, respectivamente. A preparação do núcleo das personagens, conduzida pelo recifense Chico Accioly, durou três meses de intensa convivência. "Está sendo incrível contracenar com Tatá. Já a admirava como profissional, mas me apaixonei depois de conhecê-la. Ela está sendo uma parceira incrível de cena", disse Bruna, durante coletiva de imprensa da novela, realizada na manhã desta terça-feira (14/4).

O ator Caio Castro foi mais a fundo no laboratório para viver o chefão Grego. O intérprete passou duas semanas em uma comunidade para compreender o universo. "Tenho amigos que moram em comunidades, mas nunca tinha ido muito a fundo com esse olhar", comentou.

Assim como outras produções globais, a exemplos de Babilônia, com cenas em Paris, e Sete vidas, na Patagônia, I love Paraisópolis tem Nova York como cenário. "Falamos da novela de realização de sonhos. A gente procura fugir de estereótipo. E ter a cara de gente", analisa o escritor Alcides. O escritor Alcides Nogueira está com boas expectativas para a trama. "A internet virou o esgoto do mau humor. Mas venho lendo comentários que já mostram identificação com a novela", aponta o autor.

A repórter viajou a convite da Rede Globo

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade