Publicidade

Estado de Minas

Bandas atraem milhares de visualizações com músicas de séries e filmes

Canções de Chaves, Frozen e Cavaleiros do Zodíaco rendem sucesso aos artistas da internet


postado em 05/06/2015 18:09 / atualizado em 05/06/2015 18:21

No vídeo do Chaves, o Projeto TriGO! canta músicas que fizeram sucesso na TV
No vídeo do Chaves, o Projeto TriGO! canta músicas que fizeram sucesso na TV


Busca simples pelo YouTube é o remédio quando bate a saudade de uma série ou filme dos tempos de infância. A memória registra não só a trama em si como também as músicas, da abertura ao encerramento. A internet permite encontrar os vídeos originais e releituras brasileiras nos mais variados ritmos. Surge daí uma plataforma para que novas bandas nasçam alavancadas por milhares de visualizações.

Os cariocas do Projeto TriGO! exemplifica bem o sucesso do gênero. Lucas Moura e os irmãos Victor e Leandro Levi formaram o grupo há apenas dois meses com a ideia de cantar medleys acapella. O repertório passa por estrelas do pop internacional como Michael Jackson e Maroon 5 a ícones nacionais como Luiz Gonzaga. Mas na página deles no Facebook, de longe o sucesso maior pertence às canções de Frozen (875 mil views) e Chaves (672 mil views). Assista o medley de Chaves, do Projeto TriGO!:



Eis que o projeto oriundo de uma brincadeira rendeu propostas de shows, patrocínios e participações em programas na TV. Na visão do grupo, a nostalgia e o público infantil fazem crescer o número de visualizações. "As crianças abraçam a ideia muito mais que pessoas de outra faixa etária", afirma Leandro, de 26 anos. "Chaves nao é atual, mas as crianças ainda assistem, e acho que as pessoas mais velhas gostam também, assim como nós", analisa Victor Levi, músico de 24 anos.

Para eles o caminho mal começou, mas outras bandas brasileiras a mais tempo na estrada também se destacaram com canções de séries. Dando ritmo de rock aos animes e tokusatsus, a Gaijin Sentai começou em 2006. Os pauslitas evoluiram a ponto de conseguir patrocínios do Estado, contratos com uma gravadora asiática, shows pela Europa, Japão e, no último dia 22 de maio, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, também com músicas autorais na playlist.

Também para a Gaijin Sentai, o vídeo mais assistido nas redes sociais é de uma série de TV: Digimon Tamers (391 mil views. Nordan, vocalista do grupo, aponta a nostalgia dos fãs como um dos elementos para o sucesso. "Um dos motivos é a conexão que todos fazemos entre as músicas e os bons momentos que tivemos ao assistir às séries. Além disso, por si só os temas musicais normalmente ter uma energia muito legal", comentou. Veja o vídeo Lendário Sonhador, da Gaijin Sentai:




Parcerias

Depois do destaque no YouTube, a banda The Kira Justice fez shows pelo Brasil
Depois do destaque no YouTube, a banda The Kira Justice fez shows pelo Brasil


Outro diferencial para ajudar na popularidade das releituras do gênero são gravações que aliam dois ou mais grupos conhecidos do público­alvo. No hit principal no YouTube, a Gaijin cantou junto da banda The Kira Justice, criada em 2007 no Rio Grande do Sul, que tem mais de 200 mil inscritos na rede social. Na visão deles, “a união é benéfica no ambiente da internet”.

A banda gaúcha também cresceu a partir das canções de animes como Pokemon, Cavaleiros do Zodíaco e Naruto, cujos vídeos têm resultado somado superior a 1,5 milhão de visualizações. No caso deles, o sustento vem do próprio YouTube, além de plataformas de financiamento coletivo e de shows (A Kira Justice também tocou no Mané Garrincha no fim de maio).

“As músicas e as séries tem algo em comum: Elas contam histórias. Quando uma música narra uma história que a pessoa gosta, é normal que ela se interesse e se identifique mais. Aliás, nós mesmos preferimos trabalhar com temas que a gente tem carinho, dá pra escrever com bem mais profundidade sobre o assunto”, disse Matheus Lynar, vocalista da Kira Justice.

Assista ao vídeo de FMA, da The Kira Justice:



O caso mais emblemático de parceria entre cantores e bandas do gênero está numa releitura da música Pegasus fantasy. A abertura de Cavaleiros do Zodíaco rendeu mais de 416 mil visualizações num coletivo de sete grupos diferentes. Veja:

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade